Conheça o óxido nítrico: potente vasodilatador natural que contribui para a saúde, performance esportiva e definição muscular

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Conheça o óxido nítrico: potente vasodilatador natural que contribui para a saúde, performance esportiva e definição muscular

5 de junho de 2017
Bruna Pinheiro (CRN 35001)
Nutricionista

óxido nítrico

O óxido nítrico (NO – Nitric Oxide) vem sendo estudado por diversas áreas relacionadas à saúde, uma vez que a redução de seu aproveitamento pelo organismo está relacionada a doenças arteriais, coronarianas, ósseas, entre outras.

Os suplementos de óxido nítrico tornaram-se cada vez mais populares nos últimos anos devido a seu potente efeito ergogênico. Mas o que exatamente ele é e como funciona?

Óxido nítrico: o que é?             

Óxido nítrico: o que é?

O óxido nítrico é um composto químico que possui uma fórmula química de NO. Consiste em um átomo de nitrogênio (N) e um átomo de oxigênio (O). O NO é uma molécula simples e pequena, talvez a menor produzida pelo corpo humano.

No entanto, ele apresenta efeitos importantes que vão desde a manutenção inicial da vida, por meio do controle da circulação placentária e regulação das contrações uterinas no trabalho de parto, até efeitos letais comprováveis como, por exemplo, no choque séptico.

É um composto fisiológico produzido naturalmente pelo corpo e também disponível como suplemento alimentar.

Os suplementos de óxido nítrico são tipicamente usados ​​para aumentar a resistência cardiovascular e reduzir o tempo de recuperação por lesão.

Está também ligado à melhora na saúde óssea e articular, ao aumento da capacidade de realizar tarefas de aprendizagem e memória, a melhora na performance esportiva e, claro, ao tônus e definição muscular.

Óxido nítrico para que serve?         

É um composto simples, mas que desempenha um papel muito importante para o organismo.

Que o corpo humano fabrica naturalmente óxido nítrico você já sabe, mas então, qual é exatamente a função dele para o organismo?

O corpo funciona de forma organizada devido a ação dos neurotransmissores. Estes são produtos químicos produzidos pelo cérebro que comunicam informações entre o nosso cérebro e todo o resto do corpo.

Seguindo essa linha de raciocínio, o óxido nítrico serve como um neurotransmissor entre células nervosas, por isso, está envolvido em muitos processos fisiológicos e patológicos.

Além de ter ação como neurotransmissor, o óxido nítrico tem muitos outros benefícios em nosso corpo.

Por exemplo, se você odeia as noites agitadas e quer ter um sono reparador, o óxido nítrico é bom para você porque ajuda a melhorar sua qualidade de sono.

O óxido nítrico também diminui os níveis de pressão arterial, ajuda a limitar a formação de coágulos sanguíneos e também melhora o fluxo sanguíneo, alargando os nossos vasos sanguíneos.

O fluxo sanguíneo é muito importante em nosso corpo, porque os músculos e tecidos precisam receber o suprimento saudável de oxigênio e nutrientes por meio da circulação sanguínea.

Obter os nutrientes de que necessitam, isso resultando em uma melhora no metabolismo e recuperação.

Óxido nítrico no controle da ingestão de sais e líquidos

óxido nítrico no controle da ingestão de sais e líquidos

Novos estudos vêm confirmando como o óxido nítrico pode estar relacionado com o equilíbrio entre os sais e líquidos do organismo.

Os micronutrientes como sódio e potássio são importantes para a manutenção da saúde.

No entanto, quando comemos alimentos muito salgados, ou seja, rico em sódio, ou bebemos pouca água, nosso sangue fica concentrado demais.

O oposto, quando tomamos água demais e ingerimos alimentos ricos em sódio de menos também pode ocorrer.

Nos dois casos, o organismo pode sofrer prejuízos. E, para que isso não aconteça, o corpo possui maneiras de controlar a concentração de sais e líquidos.

Para que a concentração de sal e líquidos se equilibre, dois hormônios estão envolvidos: a vasopressina e a ocitocina.

Estes hormônios vão até o rim e interferem na filtragem do sangue, alterando a reabsorção de água e a excreção de sódio.

Um estudo publicado na revista norte-americana The Journal of Neuroscience demonstrou o papel do oxido nítrico nesse processo.

O estudo analisou o processo em ratos e observou que, quando a concentração de sais é alta no organismo, o óxido nítrico atua para inibir a atividade das células e a liberação dos hormônios.

Parece uma contradição, uma vez que os hormônios são necessários para diminuir as concentrações elevadas de sais no corpo.

A hipótese dos pesquisadores é que o óxido nítrico sirva de freio para não consumir toda a produção dessas células, fazendo com que continuem liberando hormônios por tempo prolongado, até a concentração atingir os valores normais.

Substâncias que estimulam a síntese do óxido nítrico

substâncias que estimulam a síntese do óxido nítrico

A maneira mais comum de aumentar o óxido nítrico é por meio do exercício. Quando corremos ou fazemos exercícios de força, nossos músculos demandam mais oxigênio do que é fornecido pelo sangue.

À medida que o coração bombeia com mais pressão para abastecer os músculos com sangue, o revestimento nas artérias libera óxido nítrico no sangue, o que relaxa e amplia a parede do vaso, permitindo que mais sangue passe.

À medida que envelhecemos, nossos vasos sanguíneos e o sistema de óxido nítrico tornam-se menos eficientes devido ao dano dos radicais livres, a inatividade e a má alimentação, fazendo com que nossas veias e artérias se deteriorem.

Nossas veias e artérias funcionam como uma mangueira de incêndio: a medida que a água corre através dela para apagar o fogo, ela precisa expandir o suficiente para lidar com a pressão, mantendo força suficiente para apagar o fogo.

No nosso corpo é a mesma coisa, a medida que o sangue corre através das veias e artérias para movimentos e funções vitais, elas precisam expandir o suficiente para lidar com a pressão, mantendo força suficiente para irrigar todo o corpo.

Como aumentar os níveis de óxido nítrico no corpo

como aumentar os níveis de óxido nítrico no corpo

Uma boa maneira de aumentar os níveis de óxido nítrico no organismo é por meio da alimentação.

Então, quais alimentos podem ajudar a aumentar a sua produção em nosso corpo?

Frutas como romã, morangos e melancias são ótimas aliadas.

Além dessas, outras frutas que ajudam o nosso organismo a produzir óxido nítrico são laranjas, melancia, manga e cranberries.

Já para a classe dos vegetais que ajudam a aumentar a produção de óxido nítrico encontramos: espinafre, rúcula, couve e agrião.

O espinafre é um superalimentado nutricionalmente denso que contém nitratos. Além do espinafre, a couve também é alta em nitratos, o que torna um bom reforço para o óxido nítrico.

Outro alimento rico em nitrato é a beterraba . Um estudo realizado em 2010 afirmou que beber suco de beterraba aumenta o vigor físico em até 16%.

Este estudo sugere que o nitrato que se converte em óxido nítrico no corpo também pode ajudar no desempenho. Alguns outros alimentos que irão aumentar os níveis de óxido nítrico incluem nozes, pistache, salmão e camarão.

Suplemento a base de óxido nítrico funciona?

suplemento a base de óxido nítrico funciona

Suplementos a base de óxido nítrico estão entre os pré-treino mais populares.

A principal característica deste tipo de suplemento é que ele aumenta o fluxo sanguíneo do músculo e pode trazer mais oxigênio e aminoácidos.

Se os vasos sanguíneos que irrigam os músculos dilatam-se, aumenta a circulação para os músculos.

Logo os músculos recebem mais nutrientes e mais oxigênio durante o exercício, propiciando uma melhor performance.

Todo esse efeito é comprovado pelas pesquisas científica. Ou seja, quando há aumento de óxido nítrico, há dilatação dos vasos sanguíneos e há aumento do fluxo sanguíneo para os músculos, melhorando o desempenho.

Sabendo disso, há duas formas do nosso corpo produzir óxido nítrico: uma delas é através da conversão de arginina em óxido nítrico, outra é na conversão do nitrato é convertido em óxido nítrico. Um ponto importante é que a citrulina poderia supostamente ser convertida em arginina, e consecutivamente em óxido nítrico.

No entanto, por mais que exista uma certa lógica, estudos científicos sugerem que a citrulina e arginina sozinhas não seriam capazes de aumentar consideravelmente a concentração de óxido nítrico no organismo.

O que citrulina e arginina fazem sozinhas é estimular a sua síntese, aumentando o fluxo sanguíneo durante a atividade física, no grupamento muscular trabalhado.

Isso porque para que ocorra o aumento na produção de óxido nítrico é necessário aumento de seus metabólitos (nitrato e nitrito).

Sendo assim, para que citrulina e arginina sejam capazes de aumentar os níveis de óxido nítrico, se faz necessária a presença do nitrato.

A dificuldade é que consumir nitrato em quantidades suficientes para melhorar o desempenho não é uma tarefa muito fácil.

Em relação ao nitrato, os suplementos certamente não oferecem as quantidades necessárias para que o nitrato faça efeito.

Na verdade, muito deles não contém, se quer, nitrato em suas fórmulas. No lugar, é colocado contém arginina ou citrulina que, como vimos não conseguiram mostrar que sua suplementação seja capaz de efetivamente aumentar óxido nítrico.

Conclusão

O óxido nítrico é um gás que oferece efeitos importantes para o corpo. A suplementação com os produtos atualmente disponíveis no mercado, quando presentes substâncias como citrulina e arginina são capazes de estimular a síntese, mas não a produção de óxido nítrico, segundo diversos estudos científicos.

Logo, conclui-se que, enquanto a indústria não “encontra” um suplemento alimentar que, além de conter substâncias estimulantes, contenha também substâncias que estimulam a produção de óxido nítrico, o que nos resta é recorrer a velha e boa alimentação, com a utilização de alimentos ricos em nitrato como espinafre, couve e beterraba.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos Relacionados