Conheça o óxido nítrico: potente vasodilatador natural que contribui para a saúde, performance esportiva e definição muscular

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Conheça o óxido nítrico: potente vasodilatador natural que contribui para a saúde, performance esportiva e definição muscular

5 de junho de 2017
Equipe Geração Fit

óxido nítrico

O óxido nítrico (NO – Nitric Oxide) vem sendo estudado por diversas áreas relacionadas à saúde, uma vez que a redução de seu aproveitamento pelo organismo está relacionada a doenças arteriais, coronarianas, ósseas, entre outras.

Os suplementos de óxido nítrico tornaram-se cada vez mais populares nos últimos anos devido a seu potente efeito ergogênico. Mas o que exatamente ele é e como funciona?

Óxido nítrico: o que é?             

Óxido nítrico: o que é?O óxido nítrico é um composto químico que possui uma fórmula química de NO. Consiste em um átomo de nitrogênio (N) e um átomo de oxigênio (O). O NO é uma molécula simples e pequena, talvez a menor produzida pelo corpo humano.

No entanto, ele apresenta efeitos importantes que vão desde a manutenção inicial da vida, por meio do controle da circulação placentária e regulação das contrações uterinas no trabalho de parto, até efeitos letais comprováveis como, por exemplo, no choque séptico.

É um composto fisiológico produzido naturalmente pelo corpo e também disponível como suplemento alimentar.

Os suplementos de óxido nítrico são tipicamente usados ​​para aumentar a resistência cardiovascular e reduzir o tempo de recuperação por lesão.

Está também ligado à melhora na saúde óssea e articular, ao aumento da capacidade de realizar tarefas de aprendizagem e memória, a melhora na performance esportiva e, claro, ao tônus e definição muscular.

Óxido nítrico para que serve?         

É um composto simples, mas que desempenha um papel muito importante para o organismo.

Que o corpo humano fabrica naturalmente óxido nítrico você já sabe, mas então, qual é exatamente a função dele para o organismo?

O corpo funciona de forma organizada devido a ação dos neurotransmissores. Estes são produtos químicos produzidos pelo cérebro que comunicam informações entre o nosso cérebro e todo o resto do corpo.

Seguindo essa linha de raciocínio, o óxido nítrico serve como um neurotransmissor entre células nervosas, por isso, está envolvido em muitos processos fisiológicos e patológicos.

Além de ter ação como neurotransmissor, o óxido nítrico tem muitos outros benefícios em nosso corpo.

Por exemplo, se você odeia as noites agitadas e quer ter um sono reparador, o óxido nítrico é bom para você porque ajuda a melhorar sua qualidade de sono.

O óxido nítrico também diminui os níveis de pressão arterial, ajuda a limitar a formação de coágulos sanguíneos e também melhora o fluxo sanguíneo, alargando os nossos vasos sanguíneos – fenômeno conhecido como vasodilatação.

O fluxo sanguíneo é muito importante em nosso corpo, porque os músculos e tecidos precisam receber o suprimento saudável de oxigênio e nutrientes por meio da circulação sanguínea.

Através da vasodilatação, mais nutrientes como glicose e aminoácidos são transportados para os tecidos do corpo, sendo uma função muito importante durante o treino – que resulta em melhora do desempenho, diminuição da fadiga e aumento na velocidade de recuperação pós-treino. Por este motivo, é utilizado como ergogênico por praticantes de atividade física intensa.

Obter os nutrientes de que necessitam, isso resultando em uma melhora no metabolismo e recuperação.

Óxido nítrico no controle da ingestão de sais e líquidos

óxido nítrico no controle da ingestão de sais e líquidos

Novos estudos vêm confirmando como o óxido nítrico pode estar relacionado com o equilíbrio entre os sais e líquidos do organismo.

Os micronutrientes como sódio e potássio são importantes para a manutenção da saúde.

No entanto, quando comemos alimentos muito salgados, ou seja, rico em sódio, ou bebemos pouca água, nosso sangue fica concentrado demais.

O oposto, quando tomamos água demais e ingerimos alimentos ricos em sódio de menos também pode ocorrer.

Nos dois casos, o organismo pode sofrer prejuízos. E, para que isso não aconteça, o corpo possui maneiras de controlar a concentração de sais e líquidos.

Para que a concentração de sal e líquidos se equilibre, dois hormônios estão envolvidos: a vasopressina e a ocitocina.

Estes hormônios vão até o rim e interferem na filtragem do sangue, alterando a reabsorção de água e a excreção de sódio.

Um estudo publicado na revista norte-americana The Journal of Neuroscience demonstrou o papel do oxido nítrico nesse processo.

O estudo analisou o processo em ratos e observou que, quando a concentração de sais é alta no organismo, o óxido nítrico atua para inibir a atividade das células e a liberação dos hormônios.

Parece uma contradição, uma vez que os hormônios são necessários para diminuir as concentrações elevadas de sais no corpo.

A hipótese dos pesquisadores é que o óxido nítrico sirva de freio para não consumir toda a produção dessas células, fazendo com que continuem liberando hormônios por tempo prolongado, até a concentração atingir os valores normais.

Substâncias que estimulam a síntese do óxido nítrico

substâncias que estimulam a síntese do óxido nítrico

A maneira mais comum de aumentar o óxido nítrico é por meio do exercício. Quando corremos ou fazemos exercícios de força, nossos músculos demandam mais oxigênio do que é fornecido pelo sangue.

À medida que o coração bombeia com mais pressão para abastecer os músculos com sangue, o revestimento nas artérias libera óxido nítrico no sangue, o que relaxa e amplia a parede do vaso, permitindo que mais sangue passe.

Ao envelhecermos, nossos vasos sanguíneos e o sistema de óxido nítrico tornam-se menos eficientes devido ao dano dos radicais livres, a inatividade e a má alimentação, fazendo com que nossas veias e artérias se deteriorem.

Nossas veias e artérias funcionam como uma mangueira de incêndio: assim que a água corre através dela para apagar o fogo, ela precisa expandir o suficiente para lidar com a pressão, mantendo força suficiente para apagar o fogo.

No nosso corpo é a mesma coisa, o sangue corre através das veias e artérias para movimentos e funções vitais, elas precisam expandir o suficiente para lidar com a pressão, mantendo força suficiente para irrigar todo o corpo.

Como aumentar os níveis de óxido nítrico no corpo

como aumentar os níveis de óxido nítrico no corpo

Uma boa maneira de aumentar os níveis de óxido nítrico no organismo é por meio da alimentação.

Então, quais alimentos podem ajudar a aumentar a sua produção em nosso corpo?

Gingko biloba e guaraná, muito utilizados para melhorar a memória e concentração, trazem esse benefício através do estimulo de produção de óxido nítrico.

O chocolate amargo, acima de 70%, tem alta concentração de flavonoides, outra substância estimulante do metabolismo de óxido nítrico.

Frutas como romã, morangos e melancias são ótimas aliadas.

Além dessas, outras frutas que ajudam o nosso organismo a produzir óxido nítrico são laranjas, melancia, manga e cranberries.

Já para a classe dos vegetais que ajudam a aumentar a produção de óxido nítrico encontramos: espinafre, alho, rúcula, couve e agrião.

O espinafre é um superalimentado nutricionalmente denso que contém nitratos. Além do espinafre, a couve também é alta em nitratos, o que torna um bom reforço para o óxido nítrico.

Outro alimento rico em nitrato é a beterraba . Um estudo realizado em 2010 afirmou que beber suco de beterraba aumenta o vigor físico em até 16%.

Este estudo sugere que o nitrato que se converte em óxido nítrico no corpo também pode ajudar no desempenho. Alguns outros alimentos que irão aumentar os níveis de óxido nítrico incluem nozes, pistache, salmão e camarão.

Mas, e o oxalato?

Alguns dos alimentos fontes de nitratos também são fontes de oxalato, que é uma substância produzida pelas plantas (e até por nós) que, em pequenas doses, auxilia no metabolismo.

Nosso corpo tem a capacidade de eliminar o excesso de oxalato presente na circulação sanguínea, no entanto, o oxalato tem uma grande afinidade química com o cálcio – e quando presentes no organismo, eles se ligam.

O problema dessa ligação é que ela vai se acumulando nos rins, e consequência disso é o desenvolvimento de cálculos renais.

O que fazer então: consumir ou não estes alimentos?

Existem alguns cuidados que você utiliza na cocção destes alimentos que diminui sua concentração e oxalato e você pode consumi-los com tranquilidade:

1 – Escaldar os vegetais em água fervendo
2 – Eliminar a primeira água do cozimento

Lembrando que estes alimentos não precisam ser evitados, a não ser por recomendações específicas de um profissional da saúde.

Suplemento a base de óxido nítrico funciona?

suplemento a base de óxido nítrico funciona

Suplementos a base de óxido nítrico estão entre os pré-treino mais populares.

A principal característica deste tipo de suplemento é que ele aumenta o fluxo sanguíneo do músculo e pode trazer mais oxigênio e aminoácidos.

Se os vasos sanguíneos que irrigam os músculos dilatam-se, aumenta a circulação para os músculos.

Logo os músculos recebem mais nutrientes e mais oxigênio durante o exercício, propiciando uma melhor performance.

Todo esse efeito é comprovado pelas pesquisas científica. Ou seja, quando há aumento de óxido nítrico, há dilatação dos vasos sanguíneos e há aumento do fluxo sanguíneo para os músculos, melhorando o desempenho.

Sabendo disso, há duas formas do nosso corpo produzir óxido nítrico: uma delas é através da conversão de arginina em óxido nítrico, outra é na conversão do nitrato é convertido em óxido nítrico. Um ponto importante é que a citrulina poderia supostamente ser convertida em arginina, e consecutivamente em óxido nítrico.

No entanto, por mais que exista uma certa lógica, estudos científicos sugerem que a citrulina e arginina sozinhas não seriam capazes de aumentar consideravelmente a concentração de óxido nítrico no organismo.

O que citrulina e arginina fazem sozinhas é estimular a sua síntese, aumentando o fluxo sanguíneo durante a atividade física, no grupamento muscular trabalhado.

Isso porque para que ocorra o aumento na produção de óxido nítrico é necessário aumento de seus metabólitos (nitrato e nitrito).

Sendo assim, para que citrulina e arginina sejam capazes de aumentar os níveis de óxido nítrico, se faz necessária a presença do nitrato.

A dificuldade é que consumir nitrato em quantidades suficientes para melhorar o desempenho não é uma tarefa muito fácil.

Em relação ao nitrato, os suplementos certamente não oferecem as quantidades necessárias para que o nitrato faça efeito.

Na verdade, muito deles não contém, se quer, nitrato em suas fórmulas. No lugar, é colocado contém arginina ou citrulina que, como vimos não conseguiram mostrar que sua suplementação seja capaz de efetivamente aumentar óxido nítrico.

Nova legislação de Suplementos no Brasil

Existe uma nova legislação de suplementos no Brasil desde julho de 2018. Dentro dessa nova legislação o suplemento de óxido nítrico não está previsto, sendo assim, suplementos nacionais não são permitidos a terem este composto em sua formulação.

Sendo assim, restam algumas opções importadas, mas como já explicamos é importante estar atento ao rótulo para que você compre um suplemento alimentar que traga os benefícios prometidos na embalagem.

Suplementação de óxido nítrico tem efeitos colaterais?

Não existem estudos que comprovem malefícios diretamente ligados ao oxido nítrico para pessoas saudáveis, principalmente porque sintetizamos essa substância naturalmente em nosso corpo.

Entretanto, lembrando que ele é um vasodilatador, é importante consultar seu médico antes de iniciar uma suplementação de óxido nítrico.
Por reduzir a pressão, pessoas que possuam ela naturalmente mais baixas, ou que sejam mais sensíveis, podem sofrer alguns sintomas como tonturas, dores de cabeça e cansaço.

Pessoas que já apresentem alguma doença crônica, como diabetes, hipertensão ou outros problemas cardiovasculares, doenças respiratórias, devem sempre informar ao médico sobre a intenção de iniciar uma suplementação, para que seja indicado o melhor suplemento, assim como sua dosagem.

Conclusão

O óxido nítrico é um gás que oferece efeitos importantes para o corpo como a vasodilatação das veias e artérias, melhorando a oxigenação do corpo. A suplementação com os produtos atualmente disponíveis no mercado, quando presentes substâncias como citrulina e arginina são capazes de estimular a síntese, mas não a produção de óxido nítrico, segundo diversos estudos científicos.

Logo, conclui-se que, enquanto a indústria não “encontra” um suplemento alimentar que, além de conter substâncias estimulantes, contenha também substâncias que estimulam a produção de óxido nítrico, o que nos resta é recorrer a velha e boa alimentação, com a utilização de alimentos ricos em nitrato como espinafre, couve e beterraba.

Assim como qualquer substância, tudo em excesso traz algum efeito colateral, portanto, consulte um profissional da saúde sempre que planejar iniciar alguma suplementação alimentar. Além disso, especificamente para o óxido nítrico, pessoas que apresentam alguma doença crônica devem informar seu médico antes da utilização de um suplemento desta natureza.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos Relacionados