A surpreendente verdade, que nunca contaram a você, sobre perder barriga

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

A surpreendente verdade, que nunca contaram a você, sobre perder barriga

25 de abril de 2016
Polyana Martins (CREF 127200/SP)
Educadora Física

Perder barriga

Você é daquelas que acreditam que se matar de fazer abdominais fará com que você consiga perder barriga?

Se sim, cuidado! Segure-se firme na cadeira pois, ao final da leitura deste artigo, você poderá ter uma grande surpresa.

Como início de conversa, destacamos importantes fatos e alertas para que você consiga, finalmente, se livrar da famosa “pochetinha”. A começar pelo pior deles, que todas nós sabemos: sim, é uma tarefa difícil, mas não impossível.

É preciso deixar bem claro que, para conseguir a tão desejada barriguinha lisinha e desinchada, precisamos nos ater, principalmente, para os cuidados com a alimentação.

Creio que esse passo é desafiador, principalmente para nós mulheres, que temos certos probleminhas com sistema hormonal, TPM, vontades, ansiedades e necessidades.

E não adianta querer fugir da academia! Exige também, além de uma alimentação balanceada, uma atenção com atividade física.

A seguir desvendaremos a surpreendente verdade, mito número 1 na cabeça de mulheres que desejam perder barriga:

Perder barriga e o mito dos abdominais

mito dos abdominais para perder barriga

Se você, assim como eu, está cansada de ver em revistas e redes sociais publicações do tipo “faça estes abdominais e tenha o abdômen dos seus sonhos”, preste bastante atenção nas dicas que daremos a seguir. Elas provavelmente serão bem úteis para você.

Amiga, vamos para a ciência. Quando fazemos abdominais, estamos na verdade fortalecendo a musculatura do abdômen e, consequentemente elevando nosso gasto calórico. Porém, isso não quer dizer que estamos queimando, exclusivamente, a gordura presente nesta área do corpo.

Digo “exclusivamente”, pois o abdominal é um exercício que, se prescrito de maneira correta, em complementariedade com outros exercícios e, combinado com alimentação adequada, em que haja um déficit de calorias, ou seja, em que a quantidade de calorias consumidas seja menor que a quantidade de calorias gastas, fará sim com que você perca gordura, mas não exclusivamente gordura abdominal.

Isso acontece pois, nosso corpo queima gordura de forma geral e não em partes isoladas. Mesmo que a atividade seja localizada somente em determinada musculatura, como no abdominal, a queima será por completo, em todo o corpo.

É comum ver mulheres que querem perder barriga fazendo abdominais em grande quantidade. Isso além de não ser 100% eficaz para este fim, representa também um risco à saúde, pois pode prejudicar a coluna, quando executado de maneira inadequada.

Ok, mas afinal, quem quer perder barriga deve ou não fazer abdominais?

Imagino que ficou confusa, mas vamos explicar direitinho. Se você está começando a fazer atividade física agora, recomendo que sugira a seu professor de Musculação exercícios abdominais sem carga, de pequenas amplitudes e/ou, até mesmo, exercícios em isometria, na qual a musculatura é ativada em posições que permitam trabalha-la de maneira estática.

Faça sim abdominais, porém com cautela, priorizando sempre a qualidade do movimento e, com a consciência de estar fortalecendo a musculatura, aumentando o gasto calórico e, não, exclusivamente, queimando gordura abdominal.

Conhecendo a nossa barriga e a importância de não apenas perder gordura

Nossa barriga é dividida em camadas, iniciando pela pele, gordura subcutânea, cavidade abdominal e gordura intra-abdominal.

Já a musculatura abdominal é dividida em: reto abdominal; oblíquos externos e internos; e transverso abdominal.

musculos-abdominais

É extremamente importante que pensemos na barriga não apenas com o intuito de queimar as “gordurinhas extras”, mas também com o intuito de fortalecer a musculatura.

Ter um abdômen fortalecido proporcionará uma melhor consciência corporal, favorecendo a postura ereta ao se sentar; e estabilidade de toda a região lombar, combatendo e prevenindo possíveis dores na coluna vertebral.

Permite ainda uma boa estabilidade muscular, não só da região do abdômen como também, da região pélvica, favorecendo a performance em atividades aeróbicas como, por exemplo, a corrida.

Cuidados essenciais ao se pensar em exercícios para fortalecimento abdominal

A musculatura abdominal é a grande responsável pela estabilização da coluna vertebral. Diante deste fato, é importante ficar atenta a alguns cuidados essenciais: abdominais quando não executado de maneira adequada, ou com excesso de carga podem levar a graves consequências, como hérnia de disco, tensão cervical, dores crônicas, entre outros problemas.

Portanto, antes de colocar qualquer carga, certifique-se de que seu abdômen está preparado para suportar a carga sem que para isso tenha de forçar a sua coluna. Outra importante dica é memorizar bem a execução da forma correta do exercício, para não criar vícios e, sobretudo, nunca se esquecer de que a “dor” deve ser sentida no abdômen, e não na cervical.

Do ponto de vista de execução do movimento, destacamos uma importante dica do mais comum dos abdominais, o abdominal solo, que deverá ser executado com os cotovelos abertos, palmas das mãos atrás da cabeça, e dedos entrelaçados de modo a deixar a cabeça solta (sem contrair a musculatura do pescoço) sob os polegares, que deverão estar encaixados no finalzinho do crânio (região occipital). Desta forma, evita-se com que se puxe a cabeça forçando a cervical.

Já para execução dos exercícios isométricos, tais como a prancha, deve-se deixar o abdômen bem contraído para que se evitem eventuais dores lombares.

Perder barriga e os cuidados com a alimentação

Para que seja alcançado um resultado satisfatório com o treino e você consiga, de fato, perder barriga, é muito importante estar sempre atenta a alimentação.

Se você é daquelas que não costuma ter hábitos alimentares saudáveis, prepare-se para os cortes, tais como ingestão de alimentos gordurosos, industrializados ricos em sódio e gorduras trans e excesso de açucares.

O profissional de Nutrição é o único habilitado para projetar um cardápio de acordo com as suas necessidades de consumo calórico e poderá, caso julgar necessário, prescrever complementos e/ou suplementos, tais como chás e Whey Protein para auxiliá-la na obtenção dos resultados desejados.

Exercícios mais recomendados para perder barriga

exercícios mais recomendados para perder barriga

Bem, agora que você já entendeu os requisitos básicos fundamentais para perder barriga, chegamos finalmente aos exercícios mais recomendados este fim.

Exercícios aeróbicos, de média a alta intensidade, são os mais indicados para perder barriga, pois são os que proporcionam maior gasto energético e, quando praticados na Intensidade e Duração corretas, fazem com que nosso corpo utilize, como fonte de energia, a gordura acumulada.

Porém, vale ressaltar que, o exercício aeróbico fará com que você perca não apenas a gordura abdominal, como também das pernas, bumbum, braços e demais partes do corpo.

Como já mencionado anteriormente, não é possível queimar gordura somente de uma parte do corpo. A queima de gordura ocorre sempre de forma homogênea e proporcional, ou seja, queima-se mais gordura, onde se tem mais gordura para queimar.

Conclusão

Vimos ao longo do artigo que perder barriga não é uma tarefa das mais simples, mas com uma dose de força de vontade você pode chegar lá. Portanto, por que não apertar o “start” do projeto #corposaudavel e ir atrás de um profissional de Educação Física e Nutrição para que você comece, o quanto antes, a perder os quilinhos extras acumulados na barriga?

O que achou do artigo? Gostou, ficou com alguma dúvida? Comente no espaço reservado aos comentários abaixo!

Aguardo também uma eventual experiência, em torno deste tema, que queira compartilhar conosco 😉


DEIXE SEU COMENTÁRIO