Whey Protein: proteína do soro do leite

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Whey Protein: proteína do soro do leite

29 de fevereiro de 2016
Equipe Geração Fit

O Whey Protein, a proteína do soro do leite, é um suplemento alimentar bastante comum, principalmente, entre as praticantes de musculação que desejam um aumento da massa muscular. As proteínas do soro do leite são extraídas da porção aquosa do leite, gerada durante o processo de fabricação do queijo.

Sua indicação é ampla, indicado tanto para atletas, quanto para pessoas comuns, praticantes ou não de musculação. Devido ao fato de ser uma fonte natural e segura de proteína de alto valor biológico, sua utilização traz inúmeros benefícios, comprovados e outros ainda em estudo:

Benefício comprovado do Whey Protein

Auxilia no ganho de massa muscular

Pesquisa publicada em 2004 no Medicine and Science in Sports Exercise concluiu que o Whey Protein, proteína a base do soro do leite, contribui para o desenvolvimento muscular. Isto ocorre devido às suas proteínas de alto valor biológico que ajudam a reparar as fibras musculares que sofrem microlesões devido à prática de exercícios com carga. Fibras musculares reparadas propiciam a hipertrofia muscular, que é quando os músculos ficam maiores e mais fortes.

Benefícios, ainda em estudo do Whey Protein

Possível melhora na frequência de crises de asma

Estudo publicado pelo Internacional Journal of Food Sciences and Nutrition concluiu que o Whey Protein ajuda na resposta da citocina que age no mecanismo de liberação da imunoglobina, um dos agentes de defesa liberados durante uma crise de asma. Isso faz com que haja uma melhora na imunidade, diminuindo a frequência das crises.

Possível prevenção ao câncer

Uma pesquisa feita em animais e publicada pela Curtin University of Technology, de Perth, Austrália, observou que o Whey Protein ajuda a prevenir o câncer. Isso ocorre pois ele aumenta a concentração de glutationa (GSH) substância com forte ação antioxidante, estimulando a imunidade.

Possível redução no nível de colesterol ruim, LDL

Pesquisas ainda são controversas sobre se o Whey Protein de fato ajuda a reduzir o colesterol ruim, LDL. Estudo divulgado no British Journal of Nutrition, concluiu que o suplemento ajuda a reduzir o colesterol ruim, LDL. Porém, outros estudos preliminares mostraram que não houve diferença.

Possível controle nos índices de glicose no sangue

Pesquisa publicada no The British Journal of Nutrition observou que o consumo de Whey Protein ajuda a controlar os níveis de glicose em pessoas com sobrepeso ou obesidade. Porém outros estudos ainda serão neessários para comprovação do benefício.

Tipos de Whey Protein

Os tipos de Whey Protein são determinados de acordo com o processo de filtragem ao qual é submetido:

Whey Protein Concentrado

O Whey Protein Concentrado, WPC, por se tratar de uma proteína integral, pode ser consumido em qualquer hora do dia. Uma vantagem dele é que seu preço normalmente é mais baixo do que o dos outros tipos. Ele pode ser consumido no pós-treino, antes das refeições e ao acordar. Este tipo só não é recomendado às pessoas que sofrem de intolerância a lactose.

Whey Protein Isolado

O Whey Protein Isolado, WPI ,é considerado por muitos o melhor de todos os Whey, já que é o que possui a maior concentração proteica, uma ótima opção para quem está de dieta de redução calórica, visando emagrecer ou definir. Indicado para se consumir logo após os treinos de média e alta intensidade, ajudando a manter a massa magra, possui todas as vitaminas e minerais presentes no leite, além de conter todos os aminoácidos essenciais, não-essenciais e os condicionalmente essenciais.

Whey Protein Hidrolisado

O Whey Protein Hidrolisado, WPH, como dito anteriormente, possui uma composição de tri/di-peptídeos e aminoácidos livres, por isso é uma boa opção se utilizado no pré-treino imediato e também no pós-treino, para facilitar a absorção de proteínas com o malto, que é o carboidrato usado neste período. Este tipo de Whey apresenta sabor mais fraco e textura cristalina, visto que passou por processo de hidrólise.

Por ser um suplemento versátil e de sabor agradável, pode ser consumido antes e após o treino e até mesmo em complementação ou substituição a refeições menos importantes, como, por exemplo o lanche da tarde. O tipo de Whey Protein a ser escolhido dependerá sempre do objetivo e momento de uso, bem como a tolerância as proteínas do soro do leite.

Como utilizar

Para as praticantes de atividade física resistida, ou seja, que envolve a utilização de cargas é recomendado o uso imediatamente após o exercício. Recomenda-se ingerir com água para uma melhor absorção pelo organismo e, após a ingestão, é recomendado também aguardar 20 a 30 minutos para se alimentar.

É comum, algumas pessoas fazerem uso do whey com leite, o que não é recomendado pois o leite possui em sua composição proteína, carboidrato e gordura e, quando misturado com Whey Protein gera aumento de calorias.

Outro fator de desvantagem em relação a utilização com o leite está relacionado a velocidade de absorção. A gordura presente no leite (principalmente se este for integral) faz com que a absorção da proteína pelo organismo seja mais lenta, minimizando os efeitos, caso o objetivo seja o ganho de massa muscular.

Que quantidade devo utilizar?

A dosagem a ser utilizada irá depender do objetivo. Para mulheres, o mais comum é utilizar somente uma dose ao dia, imediatamente após o treino para aquelas que desejam aumento da massa muscular. Para aquelas que desejam emagrecimento, pode ser usado para compor ou substituir uma refeição menos importante, como por exemplo o lanche da tarde. Em alguns casos, pode ser indicado o consumo até duas vezes ao dia.

Cuidados antes de iniciar a utilização

Pessoas com alergia à proteína do leite ou intolerância à lactose devem consumir o whey na forma Isolada ou Hidrolisada. Para os veganos são recomendados suplementos proteicos a base de arroz e soja.

Mulheres que estão fazendo uso de medicamentos como: Alendonato, Levodopa, antibióticos quinolonas e tetraciclinas devem ficar atentas pois existe a possibilidade do Whey Protein interagir com estes medicamentos. Portanto, se você faz ou está fazendo uso destes medicamentos, consulte também o seu médico antes de consumir o whey.

Pessoas que estão fazendo o uso do Whey Protein devem ficar mais atentas ao consumo de água. Para um perfeito funcionamento dos rins durante o período de utilização do Whey, é muito importante que sejam consumidos ao menos 2 litros de água por dia.

Riscos ao ingerir em excesso

Caso a dosagem utilizada exceda a dosagem indicada para o biotipo e necessidades da pessoa, o Whey Protein pode sobrecarregar os rins. Como os rins eliminam os produtos do metabolismo da proteína, como a ureia, a amônia e resíduos nitrogenados, seu consumo elevado pode sobrecarregar o órgão, causando uma perda progressiva da função renal. Pode também haver sobrecarga do fígado, por ser o órgão responsável pela metabolização de aminoácidos.

Afinal, Whey Protein engorda?

O excesso ou uso incorreto ou desnecessário do whey, pode sim engordar. O excesso ocorre quando é utilizada uma dosagem maior que a necessidade da pessoa. Neste caso, a proteína em excesso pode ser metabolizada pelo organismo em forma de gordura. Para evitar os “quilinhos” a mais, em muitos casos é recomendado não ingerir o Whey Protein em dias de descanso, que não houver a prática de atividade física.

Qual marca de Whey Protein devo escolher

Infelizmente, nem todas as marcas de Whey Protein disponíveis no mercado são de boa qualidade. Muitas não seguem corretamente os padrões de fabricação do produto e/ou não fornecem as informações nutricionais corretas nos rótulos. Por isso, é preciso ficar atenta é só consumir produtos de marcas de confiança, aprovadas pela Anvisa e em testes do Inmetro.

A suplementação alimentar está ampliando seus horizontes e se tornando parceira das pessoas em busca de mais saúde, beleza e performance. Nos últimos anos, paradigmas como o que ditava que suplementos alimentares eram produtos exclusivos para homens vem sendo quebrados, e é cada vez mais comum vermos mulheres fazendo o uso dos mesmos. Porém, atenção:

Suplementos alimentares, como o Whey Protein, só devem ser ingeridos após a orientação de um médico especializado ou nutricionista.


DEIXE SEU COMENTÁRIO