Benefícios do Palmito

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Benefícios do Palmito

6 de outubro de 2017
Equipe Geração Fit

palmito

Benefícios do palmito: alimento obtido a partir da parte superior do caule da palmeira torna os pratos mais atrativos e, ainda, possui inúmeras propriedades.

O palmito, obtido a partir do interior da palmeira, é um vegetal rico nos seguintes minerais como cálcio, ferro, fósforo, potássio e magnésio; e também em vitaminas A, B e C. Apreciado por diversas pessoas ao redor do mundo e consumido nas principais refeições, o palmito, na verdade, é a parte superior e interna da palmeira chamada palmiteiro.

Além de todas essas propriedades, o alimento ainda é rico em fibras, importantes para a regulação e bom funcionamento intestinal.

Seu formato cilíndrico é tentador para construir pratos atrativos. A coloração branca contribui com a aparência do prato, e a sua crocância é destaque não só em saladas frias, como em receitas aquecidas.

5 Benefícios do Palmito Para Saúde

Auxilia na Cicatrização

O palmito, além de ter boas quantidades de sódio e potássio, também consegue oferecer boas porções de zinco. Esse mineral é famoso por melhorar as barreiras do sistema imune, principalmente quando se trata de inflamações, tanto de feridas externas quanto profundas. Ele ajuda a acelerar o processo de cicatrização.

Auxilia na manutenção da massa muscular

Para aqueles que desejam otimizar a síntese de proteínas é interessante saber que o palmito é fonte de Zinco, mineral importante e que pode ajudar no metabolismo de proteínas, nutriente fundamental para a nutrição dos músculos. As proteínas, tanto contidas em alimentos, quanto em suplementos alimentares são fundamentais para o anabolismo, e o palmito pode ser um impulsionador proteico, já que também pode oferecer 1,8 gramas de proteínas por porção.

Melhora o Sistema Digestivo

O palmito também é rico em fibras dietéticas. Elas ajudam a melhorar a absorção dos nutrientes importantes ao organismo pelo intestino e ainda ajudam na passagem do bolo estomacal evitando ou, pelo menos, reduzindo a constipação intestinal.

Ajuda na Recuperação de Feridas

A suplementação de minerais é tão importante quanto o fornecimento de vitaminas, pois são os nutrientes que mantêm o corpo em funcionamento equilibrado. O que poucas pessoas sabem, é que o palmito é rico em Zinco, mineral potencializador com propriedades curativas. O mineral pode ser muito útil para auxiliar no tempo de recuperação desde feridas simples, até feridas mais profundas.

Melhora na Fertilidade

Mulheres que desejam impulsionar a fertilidade podem depositar esperanças no palmito, pois ele pode contribuir como fonte de ácido fólico. Uma porção pode oferecer até 400 mg de ácido fólico sintético, o que pode ser reconhecido como um suplemento importante para o desenvolvimento fetal.

Cuidados no consumo do Palmito

Apesar da grande quantidade de propriedades benéficas à saúde que o palmito possui, alguns cuidados devem ser tomados no momento do seu consumo. O Palmito normalmente é vendido em conserva que possui grande concentração de sódio. É importante o controle da ingestão diária de sódio devido a problemas cardíacos que o seu consumo em excesso pode ocasionar.

Segundo especialistas na área de nutrição, para eliminar essa concentração exagerada de sódio no palmito em conserva ele deve ser fervido por cerca de quinze minutos antes de seu consumo.

Porém, o principal risco que a ingestão do palmito pode trazer, é a falta de higiene na sua manipulação direta ou em suas embalagens o que pode provocar sua contaminação pela bactéria Costridium Botulinum que causa uma grave doença chamada de botulismo que afeta o sistema neurológico podendo levar a óbito.

Tipos de Palmito na culinária

Originário da América do Sul, o vegetal tem hoje o Brasil como um de seus principais produtores. Entre as principais palmeiras produtoras estão a espécie juçara, presente na Mata Atlântica, o açaizeiro que concentra-se principalmente nos estados do Amapá e do Pará e, por fim, a pupunha, nativa da região amazônica.

Segundo especialistas os palmitos do tipo juçara ou açaí devem ser preservados da exploração que atualmente ocorre no país. Neste sentido, a melhor opção é o tipo pupunha, cujo consumo é mais viável pois sua adaptação é melhor nas diversas regiões do Brasil, além de apresentar um rápido crescimento (somente dois anos). Este tipo apresenta estrutura mais macia que os outros, gosto mais adocicado e com menos fibras, podendo ser servido grelhado ou assado.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO