7 dicas para hábitos culinários saudáveis

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

7 dicas para hábitos culinários saudáveis

15 de maio de 2018
Equipe Geração Fit

hábitos culinários saudáveis

O primeiro passo para hábitos culinários saudáveis é saber preparar os alimentos. Para isso, é importante o planejamento e a montagem do cardápio semanal e uma lista de compras bem elaborada para não comprar a mais e não haver desperdício.

Além disso, quando o cardápio está programado, não há o risco de não se preparar e ter que comprar um sanduíche pronto ou comer em algum lugar na rua.

7 dicas para hábitos culinários saudáveis

1. Refeições preparadas

Muitas vezes são as pequenas mudanças que fazem diferença nutricional na hora do preparo dos alimentos. A escolha dos temperos, por exemplo, é muito importante no cozimento dos alimentos.

Podem ser usados cebolinha e alho poró para preparar omeletes, risotos, recheios de torta, para carnes vermelhas, brancas, batatas e molhos. Na sopa, pode-se acrescentar salsa, salsinha, tomilho ou louro, para peixes, aves e verduras adicionar curry.

Quando um alimento é preparado de uma maneira desconhecida, é melhor não consumir.

Normalmente, os pratos prontos contêm muito sódio e conservantes. O sódio, além de reter líquidos, prejudica os rins e aumenta a pressão arterial, o que pode causar complicações para quem tem doenças cardiovasculares.

2. Temperos prontos

É muito mais simples utilizar temperos prontos para arroz, carnes ou outros alimentos. Entretanto, esses temperos contêm sódio em excesso. Prefira sempre a combinação de alho e cebola para refogar os alimentos e abuse dos temperos naturais.

3. Óleo de soja no cozimento, azeite na finalização

Se for necessário utilizar óleo no preparo do alimento, use pouco e prefira o óleo de soja, que resiste a temperaturas mais altas e não oxida tão facilmente a médias temperaturas. Prefira utilizar o azeite e o óleo de canola, que tem uma estrutura molecular mais frágil na finalização dos alimentos.

4. Laticínios com muita gordura

O leite, o queijo e outros derivados são fontes de cálcio, mas a gordura presente nesses alimentos não acrescenta valor nutricional nenhum.

Substitua por versões desnatadas e semi desnatadas. Além disso, pode-se usar iogurte natural no lugar de creme de leite no strogonoff, por exemplo. Existe uma infinidade de receitas que utilizam o iogurte de maneira saudável e sofisticada.

5. Talos de legumes

Não jogue fora os talos de agrião, cenoura, beterraba, couve e outras verduras e legumes, estes talos contêm vitaminas, minerais e fibras. Limpe, pique e refogue com temperos naturais. Todas as folhas verde-escuro são ricas em ferro, não deixe de aproveitá-las.

6. Arroz sem óleo e com temperos naturais

Para fazer um arroz delicioso e nutritivo não é necessário usar nem óleo, nem temperos prontos. Na hora de dourar o alho e a cebola, coloque água fervendo, a água faz o trabalho do óleo e o arroz fica sem gordura.

7. Cozimento de legumes

Mantenha a panela fechada quando cozinhar verduras e legumes. Como o vapor permanece na panela, as vitaminas continuam na água do cozimento. Aproveite essa água em outras preparações, como no cozimento de molhos, sopas, arroz e feijão. Dessa forma, você terá pratos mais nutritivos.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO