“Fincada” na lateral da Barriga ao Correr

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

“Fincada” na lateral da Barriga ao Correr

8 de Maio de 2017
Equipe Geração Fit

fincada na lateral da barriga ao correr

Fincada na lateral da barriga ao correr: saiba o que é e como evitar essa desagradável sensação que prejudica a sua corrida.

Você está em mais um de seus treinos de corrida. Está fazendo o exercício como habitual e, de repente, que faz com que você tenha que parar o treinamento e descansar um pouco antes de voltar ou até mesmo encerrar a sessão daquele dia.

O que é e por que acontece?

Existem três tipos de dores na barriga que podem surgir no meio de uma corrida.

Primeira possível causa da fincada na lateral da barriga ao correr

Uma delas é como uma cólica lateral ou uma pontada. Como o próprio nome já diz, ela pode estar localizada na parte lateral da barriga, mas também é possível que surja na parte inferior do abdômen.

Ela pode estar relacionada a um erro de respiração, que surge quando o praticante não respira profundamente a partir da parte inferior do pulmão, e diminui o envio de oxigênio aos músculos da região abdominal. Outro motivo para ela aparecer pode ser o desequilíbrio entre os eletrólitos do sangue, como sódio, cálcio e potássio. Há ainda chances que isso ocorra por conta da pessoa correr de modo muito rápido.

Segunda possível causa da fincada na lateral da barriga ao correr

Outro tipo de dor na barriga ao correr é a cólica estomacal, que pode aparecer ainda em forma de flatulência, arrotos, náusea, vômito, diarreia e inchaço. Sua causa também está associada a problemas na respiração, mas outra possibilidade é que ela ocorra devido a algo que foi comido ou bebida antes da sessão de corrida.

Muito líquido ou muita comida no estômago impede que a pessoa consiga fazer uma respiração profunda. Além disso, um desajuste nas taxas de sódio, potássio e cálcio é outro fator de risco para o surgimento de uma cólica estomacal.

No entanto, é importante lembrar que isso não significa que você não deva consumir nada antes de treinar. É importante comer para ter energia e beber água antes e durante a corrida para não sofrer com a desidratação.

Terceira possível causa da fincada na lateral da barriga ao correr

O terceiro tipo de dor na barriga ao correr está relacionado às dores musculares, que acontecem por conta da desidratação, na maioria dos casos. Por isso, como acabamos de dizer, quem pratica a corrida não pode deixar de abastecer o seu corpo com água antes e durante a atividade física.
Outras causas

Outros problemas como a lesão da mucosa intestinal, a hipertrofia (crescimento) de um músculo aliada a compressão do trato intestinal, a tensão muscular no interior da pélvis, os espasmos, as úlceras causados pelo uso de medicamentos anti-inflamatórios, a dieta rica em carboidratos e fibras, a estimulação da mucosa do intestino durante a corrida que causa a contração do cólon e o trauma da primeira parte do intestino grosso (ceco) contra uma parede muscular hipertrofiada são outros fatores que podem resultar na dor de barriga ao correr.

Como evitar a dor na barriga ao correr

Nós já conhecemos o que causa a fincada na lateral da barriga ao correr. Agora é hora de saber como evitar esses problemas e se sentir bem enquanto se exercita. Confira como fazer isso na nossa lista abaixo:

Respiração

Já que a respiração errada gera dor na região abdominal, o jeito é tentar respirar direitinho. Uma técnica ensinada pelo treinador Golloway para saber como anda a sua respiração é colocar a mão no estômago enquanto tenta respirar profundamente. Se você sentir que o estômago sobe e desce, é sinal de que você está respirando direitinho, se não sentir, é bom treinar de novo a sua respiração profunda até acertar.

Durante a corrida, a sequência indicada para a respiração é o seguinte padrão: inspirar a cada três passos e expirar a cada dois passos.

Hidratação

As cãibras musculares surgem por conta da desidratação. Por isso, além de beber de 450 a 600 ml de água 40 minutos antes de treinar, consumir de 60 a 120 ml a cada 15 minutos de treino, a indicação é seguir uma dieta rica em frutas e vegetais, alimentos que também fornecem boas doses de água ao organismo.

Só é preciso ter cuidado para não ficar com a barriga cheia pouco tempo antes de começar a correr, pois isso atrapalha a respiração e também pode causar cólicas estomacais.

Alongamento

Antes de correr, não se esqueça de fazer o alongamento. Uma das técnicas é girar o tronco para os lados. Outra é erguer os braços bem para o alto e curvar-se na altura na cintura, no lado direito e no esquerdo.

Exercícios extras

Não tenha apenas a corrida no seu programa de treinamento, invista também em exercícios para a região lombar e abdominais. Eles ajudarão a fortalecer os músculos centrais do seu corpo, o que evita as pontadas laterais.

Procure ajuda profissional

Antes de começar a correr, faça uma avaliação médica para saber se está apto ao exercício. E se as dores na barriga surgirem, além de seguir as nossas dicas, informe o seu médico sobre o problema, para que ele verifique se não existem outras origens para essas dores.

Ter o apoio de um nutricionista é fundamental para montar não só o seu cardápio seu pré e pós-treino, como também o cardápio para todo o dia.

Correr com o acompanhamento de um personal trainer, para aquelas que dispõe do recurso financeiro para tal, é também uma ótima dica, porque assim você terá alguém ao seu lado para indicar quando é hora de diminuir o ritmo da corrida ou dizer que você deve mudar a respiração, fatores que influenciam no aparecimento de dores na região abdominal.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO