7 erros na dieta que até as pessoas mais saudáveis cometem

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

7 erros na dieta que até as pessoas mais saudáveis cometem

20 de junho de 2017
Equipe Geração Fit

erros na dieta

Erros na dieta: mesmo as pessoas mais disciplinadas cometem erros que podem colocar em risco os benefícios de uma dieta saudável. Conheça 7 deles e evite-os.

São pequenos detalhes que ajudam o organismo a absorver mais e melhor os nutrientes que você consome.

Confira sete erros comuns e dicas correspondentes para potencializar os benefícios de alguns alimentos:

7 Erros na Dieta

1. Comer sementes de linhaça inteiras

As sementes de linhaça são ricas em ômega-3, fibras e lignanas (antioxidantes). Além disso, são um laxante natural, usado para combater prisão de ventre.

Muita gente tem o hábito de comer linhaça no café da manhã, acompanhada de iogurte ou cereal. Mas as sementes acabam chegando ao intestino inteiras, sem ser digeridas.

O recomendável é comer linhaça triturada ou em pó para facilitar a absorção dos nutrientes.

2. Tomar bebidas energéticas após exercício

As bebidas energéticas contêm altos níveis de açúcar e sais minerais e são indicadas para repor os líquidos e eletrólitos perdidos por meio do suor durante atividade física.

Mas, de acordo com nutricionistas, não há necessidade de tomar esse tipo de bebida após a prática de um exercício, a menos que se tenha feito um esforço excepcional, como correr uma maratona.

O que os nutricionistas recomendam é se hidratar com água.

3. Tirar o tempero da salada

Um dos principais erros na dieta é não temperar os legumes e verduras. Eles contêm vitaminas lipossolúveis (solúveis em gorduras), como A, E e K, e vários antioxidantes, que necessitam de gordura para serem absorvidos pelo organismo.

Por isso, deixar de temperar a salada com azeite pode fazer com que você perca seus principais nutrientes. Se não quiser usar azeite, você pode substituí-lo por outros alimentos ricos em gordura, como abacate, sementes, nozes ou queijo.

A gordura deve fazer parte de qualquer dieta você precisa ingerir uma certa quantidade de gordura para que as vitaminas que são solúveis em gordura possam ser digeridas e absorvidas.

4. Misturar suplementos vitamínicos com café ou chá

A cafeína pode dificultar a absorção de algumas vitaminas e minerais de alguns suplementos, como cálcio, ferro e vitaminas B e D.

Por isso, os nutricionistas recomendam que os suplementos vitamínicos sejam ingeridos com água e, de preferência, antes ou depois de tomar bebidas com cafeína, como café, chá ou coca-cola.

5. Esquecer de agitar a garrafa de leite de soja, amêndoa ou arroz antes de beber

Cálcio adicionado a leite vegetal não se dissolve como o que está no leite de vaca. As alternativas ao leite de vaca, como o leite de soja, amêndoa ou arroz, costumam ser fortificados com cálcio e vitamina D.

Mas, esses nutrientes não se dissolvem facilmente e tendem a ficar concentrados no fundo da embalagem. Se bebermos o leite sem agitar, corre-se o rico do desperdício dos nutrientes, que ficaram no fundo da garrafa.

O cálcio adicionado, que é um cálcio mineral, não se dissolve nestes leites como o que existe naturalmente no leite de vaca. Então é preciso agitar corretamente.

6. Acreditar que consome alimentos probióticos porque toma iogurte

Um dos maiores benefícios do iogurte, leite fermentado, é seu teor probiótico, que ajuda a manter a saúde da flora intestinal.

Mas, se o iogurte é pasteurizado ou esterilizado, perde os microorganismos vivos que deveriam permanecer ativos no nosso intestino. Assim, passa a ser um produto lácteo, que contém cálcio, vitaminas e proteínas, como o leite, mas não possui propriedade probiótica.

7. Confundir salada com verduras e legumes

Uma salada básica tem pouca densidade nutritiva. Algumas pessoas fazem uma dieta à base de salada e acreditam que estão comendo verduras e legumes suficientes isso.

Uma salada básica, que tem 30 gramas de alface, algumas fatias de tomate e azeitonas, não é suficiente porque não tem volume, não apresenta densidade nutritiva suficiente, lembrando que alguns desses ingredientes são 90% água.

Para cumprir a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de consumir pelo menos 5 porções (de 80g cada) de vegetais e frutas por dia, é necessário portanto incluir na dieta vegetais com mais densidade, como verduras cozidas e legumes.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO