Dor nos joelhos? Conheça 5 coisas a evitar

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Dor nos joelhos? Conheça 5 coisas a evitar

7 de fevereiro de 2017
Equipe Geração Fit

dor nos joelhos
Dor nos joelhos: conheça 5 coisas a evitar para o bem desta importante articulação.
Muitas pessoas só reconhecem a importância dos joelhos no momento em que eles começam a doer. Apenas quem já sofreu alguma lesão nessas articulações, tão cruciais do nosso corpo, sabe o valor que tem cuidar bem dos joelhos.
Pensando nisso, listamos 5 coisas, que você não deve fazer, a fim de evitar  a tão temida dor nos joelhos (afinal, prevenir é sempre melhor que remediar).

1. Desequilibrio entre exercícios para anterior e posterior da coxa

O equilíbrio das forças é essencial para integridade dos joelhos. A falta de exercícios específicos (flexões de joelho, stiff…) aliada à classificação errônea de alguns exercícios, como sendo de posterior (agachamento sumô, leg press com pé pra cima…) leva a um trabalho deficiente dos músculos posteriores, agravando o desequilíbrio.

2. Excesso de atividades

É comum ver mulheres envolvidas em muitas atividades (corridas, ginásticas, spinning, musculação…). Além de prejudicar os resultados, podendo levar a quadro de overtraining (termo usado para designar um excesso de treinamento), diversos autores defendem que o uso excessivo dos joelhos é um dos principais causadores das dores patelofemorais (alinhamento entre a patela e seu encaixe entre os côndilos do fêmur).

3. Cadeira extensora

A cadeira extensora promove elevados picos de tensão no ligamento cruzado anterior e também de compressão patelofemoral. Use-a com moderação.

4. Execução inadequada

É comum que mulheres elevem os calcanhares ao final da fase excêntrica de exercícios como leg press e agachamento, aumentando a tensão no ligamento cruzado anterior.
Normalmente esse fenômeno ocorre devido ao encurtamento da musculatura da panturrilha e a correção virá com a melhora da flexibilidade, por meio de treinos específicos de alongamentos e/ou trabalhos progressivos no próprio exercício.

5. Frequência alta de treino

As vezes vemos pessoas treinando membros inferiores duas, três e até mesmo todo dia da semana. Pior ainda é separação de anterior, posterior e glúteo.
No dia de anterior tem cadeira extensora, no de posterior tem variações de leg press e no dia de glúteo se faz avanço. Em todos esses exercícios há extensão de joelhos e o quadríceps é motor primário de todos.
Isso resulta em uma relação ruim de estímulo: recuperação e sobrecarga excessiva na patela e ligamentos.
Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO