5 erros da corrida na esteira que podem comprometer seriamente os resultados

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

5 erros da corrida na esteira que podem comprometer seriamente os resultados

27 de março de 2018
Equipe Geração Fit

corrida na esteira

Corrida na esteira: não importa se você já corre utilizando o equipamento há anos ou se começou há pouco tempo. Fato é, se o seu objetivo é perder peso, evite cometer erros como os que iremos abordar a seguir:

5 erros comuns cometidos por quem faz corrida na esteira

1. Não se empenhar o suficiente

Uma das melhores coisas sobre correr em uma esteira é que você simplesmente a liga e começa a correr. Você pode ter o hábito de manter a mesma velocidade durante todo o seu treino, mas já se sabe há tempos que esse não é o uso mais eficiente do seu tempo na esteira.

Você vai queimar mais calorias e gorduras se incorporar sprints a cada poucos minutos na sua corrida. Isso exigirá que você vá além da sua zona de conforto, mas você vai otimizar seu tempo na academia e ajudá-la a perder peso mais rápido.

2. Fugir da inclinação

Inclinações são difíceis! Não é de se admirar que muitas pessoas nem se quer encostam no botão de inclinação da esteira. Mas, utilizar esta opção, mesmo que pouco, irá exigir mais dos membros inferiores.

Quando aliada a Musculação e alimentação saudável o uso da inclinação na esteira contribui para o ganho de massa muscular. Isso, consequentemente, faz com que o metabolismo basal (calorias necessárias apenas para funcionamento do corpo, em completo estado de repouso) aumente, favorecendo a perda de peso.

3. Fazer a mesma corrida, na mesma velocidade e inclinação, todos os dias

Você tem sua rotina. Você sobe na esteira, prepara sua playlist favorita e faz a mesma execução básica de todos os dias. Mas, o que pouca gente sabe é que, dessa forma, nosso corpo se acostuma com as demandas e passa a não mais gerar adaptações, como a perda de peso. Salvo em casos em que há redução da quantidade de calorias ingeridas diariamente.

Para evitar que esta estagnação ocorra, procure sempre que possível (sempre que se sentir bem e preparada) aumentar a velocidade, inclinação e/ou duração das suas corridas. E, de vez em quando, saia da rotina fazendo elíptico, bicicleta ergométrica ou corrida na rua, ao ar livre.

4. Não estabelecer metas para si mesmo

Quando não há objetivos, mesmo que somente saúde e bem estar é difícil se motivar para a atividade física. Estabelecer objetivos, mesmo que pequenos, ajuda a manter a motivação para as importantes variações do treino que contribuem significativamente para os tão sonhados objetivos estéticos.

5. Comer além do necessário após o treino

Então, este não é exatamente um erro durante a corrida na esteira, mas sim um erro que normalmente ocorre após o treino. As pessoas geralmente pensam que queimaram mais calorias do que de fato queimaram (às vezes a leitura em sua esteira pode estar errada).

Para uma mulher de 68 kg, um treino intervalado de 30 minutos queima um pouco mais de 300 calorias. Se você sair para tomar um smoothie ou encontrar os amigos no happy hour pós-treino, pensando “eu trabalhei para que eu possa comer o que quiser”, você vai consumir de volta todas aquelas calorias que acabou de queimar tão arduamente e, talvez, até mais. Esteja sempre atenta a todas às suas refeições, principalmente após o treino, quando geralmente sentimos mais fome para que todo o esforço da corrida na esteira visando perda de peso, não vá por água abaixo.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO