Dieta CiCo emagrece? Saiba tudo sobre a dieta do momento

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Dieta CiCo emagrece? Saiba tudo sobre a dieta do momento

2 de Janeiro de 2018
Ana Carolina Rocha (CRN3 - 48025)
Nutricionista

dieta CiCo

Dieta CiCo: já ouviu falar nessa nova dieta? O que acha de perder muito peso, em pouco tempo e ainda não precisar abrir mão dos alimentos que mais gosta?

Parece o sonho de qualquer pessoa que já sofreu com alguma dieta restritiva, mas será que a dieta CiCo realmente funciona? Continue lendo este artigo e descubra!

De onde surgiu a dieta CiCo?

A dieta CiCo, em inglês “Calories in, Calories out”, ou seja, “Calorias entram, Calorias saem”, começou a ser falada no Reddit –  uma comunidade de fóruns americano, mas logo se espalhou pelas outras redes sociais.

A dieta CiCo faz sucesso por sua facilidade de ser seguida e, principalmente, por não forçar mudanças drásticas nos hábitos das pessoas.

Existem diversos testemunhos de quem já fez a dieta e perdeu o peso desejado. Porém, para que possamos avaliar bem a dieta, é preciso entender melhor como a dieta CiCo atua em nosso metabolismo.

Dieta CiCo: o que é e como ela atua no nosso metabolismo

dieta Cico o que é e como ela atua em nosso metabolismo

A CiCo é uma dieta que leva em consideração somente o número de calorias que ingerimos e que gastamos, independentemente do tipo de alimento ou exercício que comemos/realizamos.

Um dos princípios da nutrição está no chamado balanço energético, que é o utilizado como base da dieta CiCo.

Balanço Energético é o equilíbrio entre as calorias que consumimos e que gastamos, quando consumimos mais do que gastamos, ganhamos peso. Quando consumimos menos calorias do que gastamos, perdemos peso.

Parece tudo certo até aqui, mas a dieta CiCo deixa de lado um outro princípio da nutrição, que é uma alimentação equilibrada nutricionalmente.

Não basta contar calorias, é importante saber qual a fonte! Um alimento precisa ser equilibrado em nutrientes – leia-se macronutrientes (carboidrato, proteína e gordura) e micronutrientes (vitaminas e minerais).

Quando um alimento possui excesso de gordura e carboidratos simples e não fornece micronutrientes, identificamos este alimento como um alimento de “calorias vazias”.

A dieta CiCo pressupõe que todas as calorias que consumimos são metabolizadas igualmente no corpo, sem diferenciar como digerimos proteínas, gorduras e carboidratos. E, é exatamente por esse motivo que a dieta fez com que diversos profissionais fossem contra seus princípios.

O que acontece com nosso corpo na dieta CiCo e em uma dieta equilibrada?

A dieta CiCo não exige nenhum alimento específico, ela é pautada exclusivamente no controle de calorias.

Confira a seguir um comparativo entre dois diferentes cenários. No primeiro a dieta CiCo, que não considera a qualidade nutricional dos alimentos e, no segundo uma dieta equilibrada que considera a qualidade nutricional dos alimentos.

1º Dieta CiCo: controle de calorias sem considerar a qualidade nutricional dos alimentos

dieta CiCo controle de calorias sem considerar a qualidade nutricional dos alimentos

Ao escolher calorias vindas principalmente de alimentos com calorias vazias, como fast-foods, doces, refrigerantes, entre outros, o volume de alimentos que irá comer será baixo, já que eles possuem excesso de calorias.

Esse baixo volume pode não ser suficiente para uma completa sensação de saciedade, o que tornará a dieta mais difícil de ser mantida no longo prazo.

O principal prejuízo de manter esse estilo de vida por muito tempo são as consequências para a saúde: a falta de vitaminas e minerais na dieta causa deficiências nutricionais com sérios prejuízos à saúde.

Outro ponto importante é: sem a ingestão da quantidade adequada de proteínas, corre-se o risco do peso perdido na dieta não ser predominantemente de gordura, mas sim de água e músculo.

Isso causa um efeito conhecido como “falso magro”, ou seja, o peso registrado por uma pessoa na balança está “ok”, mas a composição corporal não.

2º Dieta equilibrada: controle de calorias considerando a qualidade nutricional dos alimentos

O controle de calorias aliado a uma dieta equilibrada é a combinação perfeita para emagrecer com qualidade de vida e manter resultados a longo prazo.

Entende-se por equilibrada a dieta que faz a combinação de calorias com os grupos alimentares variados, tendo como preferência alimentos ricos em fibras e com gorduras boas.

Pratos coloridos, com texturas diferentes e refeições dispersadas ao longo do dia colaboram para o bom funcionamento do metabolismo.

Isso quando associado à atividade física e déficit calórico promove perda de peso saudável. Para saber como fazer este equilíbrio, consulte o seu nutricionista.

Alimentos diferentes: mesmas calorias = mesmos nutrientes?

alimentos diferentes mesmas calorias e igual a mesmos nutrientes

É possível comparar um prato de alface com um pedaço de lasanha? Ou uma fatia de bolo recheado e uma dose de whey protein? Nutricionalmente falando, definitivamente, não!

Entretanto, em se tratando apenas do número de calorias de determinado alimento, comparações como as citadas acima podem sim fazer um certo sentido.

Então, o que levar em consideração na hora de escolher os alimentos da sua dieta? Para responder a esta pergunta é fundamental termos em mente o valor calórico dos macronutrientes.

Cada grama de carboidrato fornece 4 kcal ao alimento, cada grama de proteína fornece igualmente 4 kcal e um grama de gordura fornece 9kcal (vitaminas e minerais não fornecem energia ao alimento). Com essa informação já é possível verificar que metabolizamos esses nutrientes de maneira diferente.

Fibras são compostos importantes que devem ser levados em consideração na hora de montar o seu cardápio, já que elas regulam a velocidade de absorção de carboidratos da dieta.

Por esse motivo, apesar de um pão integral ter as mesmas calorias de um pão regular, nosso corpo absorve os carboidratos do pão integral mais devagar, gerando menos picos de açúcar no sangue – o que gera menos acúmulo de gordura no corpo.

Uma fruta pode fornecer as mesmas calorias de um brigadeiro, mas em sua composição temos carboidratos, fibras, vitaminas, minerais e água; enquanto no brigadeiro temos predominância apenas de açúcar e gordura.

A fruta é capaz de nos saciar por muito mais tempo, além de já fornecer parte dos nutrientes do dia. Já o brigadeiro pode não ser suficiente para saciar a nossa fome e, em um curto espaço de tempo é provável que venhamos a sentir fome novamente.

Mas, e se a vontade de comer doces bater? Coma e seja feliz! Só não exagere e lembre-se de se alimentar de maneira mais equilibrada pelo resto do dia para compensar as calorias extras. Uma opção interessante para estas situações é optar por versões fit porém, igualmente saborosas como o Brigadeiro de Tâmara.

É possível se alimentar bem, com quantidade de alimentos suficiente para nos manter satisfeitos e ainda manter as calorias abaixo do gasto energético, só é necessário um planejamento.

Dieta CiCo versus Dieta dos Pontos

dieta CiCo versus dieta dos pontos

Para quem já experimentou todos os tipos de dieta pode achar que a dieta CiCo nada mais é do que a Dieta dos Pontos, velha conhecida para muitos de nós. A verdade é que elas não têm muitas diferenças entre si. Confira agora as principais semelhanças e diferenças entre elas.

Dieta dos Pontos

Consiste em um método de contagem de pontos que são fornecidos através de uma tabela de alimentos. Cada alimento possui um respectivo ponto, que é baseado em suas calorias, e nenhum grupo alimentar é restrito.

A intenção dessa tabela é permitir que as pessoas comam de tudo, mas com porções adequadas.

Porém, o que é muito comum nesta dieta é as pessoas realizarem apenas a contagem dos pontos sem o correto equilíbrio entre os grupos alimentares, dando ênfase somente aos alimentos mais prazerosos.

Para saber quantos pontos é permitido a uma determinada pessoa é preciso saber qual a taxa de Metabolismo Basal e Total, para então identificar quantas calorias está queimando.

Dieta CiCo

Já a dieta CiCo é um método de contagem de calorias, que pode ser feito através de tabelas de composição de alimentos, porém não há uma específica. Enquanto na dieta dos Pontos coloca-se um limite diário de calorias, na Dieta CiCo preocupa-se somente com o balanço de gasto de energia.

O pilar da dieta CiCo é gastar mais calorias do que consome independente de qual seja a fonte destas calorias. Nenhum grupo alimentar é restrito nessa dieta e não há recomendação específica de atividade física.

Entre as semelhanças está a transformação dos alimentos em números, necessitando estar sempre atento ao que está ingerindo e mantendo o foco para que a contagem não saia do controle. Outra semelhança é que não há restrição a nenhum tipo de alimento.

Dieta CiCo, vilã ou mocinha?

Diferente de outras dietas, a dieta CiCo não promove mudanças as mudanças de hábito alimentar necessárias.

Isso faz com que a pessoa mantenha hábitos alimentares prejudiciais à saúde e, o pior, faz com que problemas metabólicos permaneçam, mesmo com a perda de peso.

Tudo isso sem falar no possível surgimento de doenças, propiciado pela a falta de vitaminas e minerais, que afetam a saúde como um todo, alterando níveis de energia, humor e até mesmo a aparência da pele.

O prazer de se alimentar

o prazer de se alimentar

Se tem uma coisa que vale a pena refletir antes de iniciar qualquer dieta da moda, como a dieta CiCo, é a nossa relação com a alimentação.

Nosso corpo e sensação de fome estão intimamente ligados com a composição de nossa dieta e nossas emoções.

Tristeza, depressão e ansiedade aumentam hormônios responsáveis pela sensação de fome. Nesses casos passamos a associar a comida como um escape para os problemas do dia-a-dia e é aí que mora o perigo!

O prazer em se alimentar deve acontecer em todos os momentos, desde o café da manhã até a ceia. Para sentirmos esse prazer é importante que façamos nossas refeições em lugares tranquilos e, se possível, com pessoas que gostamos.

Excluir grupos alimentares da dieta ou deixar de comer por completo todas as nossas comidas preferidas faz com que seja muito mais difícil a perda de peso, e muito mais rápido seu ganho de volta – o efeito sanfona.

Conclusão

A dieta CiCo vem com um conceito de dieta menos restritiva, onde a pessoa pode continuar a comer seus alimentos calóricos preferidos e ainda perder peso, contanto que não deixe de gastar mais calorias do que ingeriu.

Por esse motivo, muitas pessoas se identificaram e concluíram que dá sim para perder peso sem precisar comer salada todos os dias. Mas qual o preço desse tipo de alimentação para sua saúde?

Os indivíduos que se submeteram a essa dieta não tiveram tempo suficiente para sentir seus efeitos em longo prazo, seja o desenvolvimento de alguma doença metabólico, ou até mesmo o ganho de peso que havia perdido.

O corpo não requer apenas calorias, requer uma variedade de nutrientes para que o metabolismo funcione no seu melhor.

Antes de iniciar qualquer mudança de hábito consulte um profissional da saúde para avaliar seu atual estado de saúde. Só assim será possível obter orientações específicas para alcançar o objetivo almejado.

Utilize o conhecimento adquirido neste artigo a seu favor a seu favor e faça escolhas conscientes!


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos Relacionados