Dieta cetogênica: saiba quando a restrição de carboidratos é benéfica para a saúde

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!


Dieta cetogênica: saiba quando a restrição de carboidratos é benéfica para a saúde

5 de maio de 2016
Mariane Savassi (CRN 43720)
Nutricionista

Dieta cetogênica

Diminuir o consumo de alimentos fontes de carboidratos da dieta como arroz, pães e açúcares podem fazer com que você perda peso rapidamente em alguns dias. Esse tipo de alimentação, chamada de dieta cetogênica produz energia através da queima de gordura ao invés da queima de carboidratos.

Há algumas variações dessa dieta, muito comentadas na mídia como a dieta atkins, low carb, dieta paleolítica. Vamos entender como essa dieta funciona.

Qual a principal fonte de energia do corpo?

O carboidrato é a principal fonte de energia do nosso corpo, ele é transformado em açúcar (glicose) que é necessário para o funcionamento do nosso organismo.

Quando não comemos alimentos fontes de carboidratos em quantidades suficientes, o corpo usa como fonte de energia a gordura, dessa forma aumenta-se o metabolismo e gastamos mais calorias para fazer atividades do dia a dia, resultando na perda de peso desejada.

Como a dieta cetogênica surgiu

A dieta cetogênica foi criada em 1920 nos Estados Unidos e não tinha como objetivo a perda de peso, e sim o tratamento nutricional para crianças com convulsões, mas deixou de ser usada com o aparecimento de novos remédios.

Principal objetivo da dieta

Hoje em dia a dieta cetogênica é muito usadas com objetivo de perda de peso e gordura, e também como tratamento da síndrome metabólica, da obesidade e do diabetes.

Na dieta cetogênica a fonte principal de energia consumida é a gordura, enquanto que os carboidratos são ingeridos em quantidades mínimas. As proteínas devem ser consumidas em quantidades moderadas.

Como funciona a dieta cetogênica?

como funciona a dieta cetogênica

Na falta de carboidratos, o estoque de energia que será utilizado primeiro é o do glicogênio presente no fígado. O glicogênio é um carboidrato complexo que pode ser facilmente quebrado em glicose para que ocorra a sua liberação na corrente sanguínea.

Quando todo o glicogênio é consumido, o organismo passa a buscar energia nas gorduras. Estas então passam a serem utilizadas como fonte de energia.

A dieta cetogênica pode causar algum dano à saúde?

O principal risco as quais pessoas adeptas a esta dieta estão expostas são as crises hipoglicêmicas, que a longo prazo, podem ter sérias consequências.

Dietas restritivas com baixa ingestão de carboidratos levam a uma rápida redução de peso, porém como reações adversas podem ocorrer: fadiga excessiva, fraqueza, hipotensão, dores de cabeça, constipação e cãibras musculares.

Benefícios da dieta cetogênica

Poupa a massa muscular

A dieta cetogênica é uma excelente forma de perder peso sem comprometer a massa muscular. Com o consumo adequado de proteínas, a partir da alimentação, o corpo não precisa quebrar as proteínas dos músculos em aminoácidos para produzir glicose, evitando assim, o estado catabólico da massa magra.

Ajuda a controlar o apetite

O apetite é inibido com a alta quantidade de ingestão de proteínas, enquanto dietas ricas em carboidratos só aumentam o apetite por causa dos picos de insulina.

Quais os cuidados a serem tomados para aderir a dieta cetogênica

Como em toda dieta, com o passar do tempo é necessária uma alteração da proporção de nutrientes para que o corpo reaja de uma forma diferente, mantendo o metabolismo acelerado.

Assim, geralmente se inicia com quantidades maiores de gorduras e menores de proteínas e, aos poucos, aumenta-se a quantidade de proteínas.

Após a perda de peso, é necessário que o profissional de nutrição faça pequenos ajustes em relação à quantidade total de calorias, pois pessoas com menor massa corporal consomem menos calorias.

Veja alguns dos principais cuidados e recomendações para quem pensa em aderir a dieta:

1. Esteja ciente das possíveis dificuldades no início da dieta

Os primeiros dias da dieta cetogênica são os mais difíceis, é possível que ocorra cansaço, fadiga e até desidratação por conta da adaptação ao novo processo de obtenção de energia.

2. Retenção de líquidos

Nos primeiros dias já se nota uma razoável perda de peso, principalmente devido à eliminação de água, antes retida pelo armazenamento de glicogênio.

3. Hidratação

A ingestão de muita água é de extrema importância para manter a hidratação e ajudar na eliminação de líquidos. Especialmente antes, durante a após a prática de exercícios físicos.

4. Perfil lipídico

perfil lipídico dieta cetogênica

Recomenda-se que as fontes de gorduras sejam em geral de gorduras boas, insaturadas. Faça um acompanhamento junto ao seu médico para observar qualquer variação dos valores de colesterol e suas frações.

Evite comer gorduras como bacon, carnes muito gordas e gorduras processadas para minimizar esse risco.

5. Reposição de carboidratos

A diminuição do glicogênio muscular pode levar à fadiga e queda de rendimento para quem pratica atividade física.

Uma tática bastante utilizada para contornar esse problema, é consumir altas quantidades de carboidratos intercalados aos dias de mínimo consumo. Nesses dias as gorduras devem ser consumidas em pouca quantidade. Isso proporciona reposição dos estoques de glicogênio e melhora a eficiência muscular.

Caso você inicie uma dieta cetogênica para perda de peso e gordura, como qualquer outra dieta, é necessário que o balanço entre a ingestão e gasto energético seja negativo, caso contrário toda energia que você precisa no dia será obtida a partir da alimentação e todos os seus estoques de gordura serão preservados.

Se você gasta mais calorias do que ingere, aí sim o metabolismo irá obter energia a partir da quebra das gorduras armazenadas.

Dietas com baixa ingestão de carboidratos, como a cetogênica, podem sim ser benéficas para emagrecimento e bem estar.

Porém, a quantidade de cada macronutriente (principalmente carboidrato) na dieta precisa ser cuidadosamente calculada para que se chegue à necessidade mínima de cada pessoa.

Caso queira experimentar a dieta cetogênica, consulte um profissional de Nutrição. Essa é a pessoa mais bem preparada para fazer uma dieta personalizada, que não ofereça riscos a sua saúde, e que atenda aos critérios de adaptação a qualquer mudança, pois cada organismo responde de formas diferentes.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos Relacionados