Vitamina D, uma força contra dores reumáticas

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Vitamina D, uma força contra dores reumáticas

3 de fevereiro de 2017
Equipe Geração Fit

vitamina d

Vitamina D: dois estudos realizados, separadamente, revelaram a mesma coisa, a deficiência dessa vitamina é ponto comum em pacientes com doenças reumáticas.

Um terceiro estudo avaliou, ainda, a resposta à suplementação de vitamina D e descobriu que apenas tomar a dose diária recomendada pelos médicos não normaliza os níveis de vitamina D no organismo de pacientes com doença reumática.

Um quarto estudo sobre a vitamina D revelou que níveis reduzidos da vitamina no organismo estão associados com um risco maior de câncer.

Falta de vitamina D

A maioria dos pacientes reumáticos apresenta deficiências de vitamina D. Os estudos realizados mostram que há uma forte relação entre a carência de vitamina D no organismo e o aumento na incidência e nas complicações das doenças reumáticas. Os novos estudos nos alertam também que os baixos níveis dessa vitamina, em pessoas que sofrem de vários tipos de doenças reumáticas, estão associados com um risco maior de mortalidade e de desenvolvimento de câncer.

O que se sabia sobre a vitamina D, até há poucos anos, não passava de alguns parágrafos sobre sua importância para o metabolismo dos ossos. As ações mais conhecidas da vitamina ocorrem no sentido de promover a mineralização óssea e um balanço positivo de cálcio.

Atualmente, se sabe que os receptores da vitamina D são específicos e que estão espalhados pela maioria das células do corpo. Como acontece com os hormônios em geral, ela age através da ligação aos seus receptores celulares, onde conseguem chegar através da corrente sangüínea, exercendo com versatilidade várias ações biológicas, muito além do metabolismo ósseo.

Fontes de vitamina D

As fontes alimentares são: ovos, fígado, manteiga e peixes gordos, dentre eles, o arenque, a cavala, a sardinha e o atum, inclusive os enlatados. Os peixes magros acumulam a gordura no fígado e são também fontes muito importantes , como é o caso do óleo de fígado de bacalhau.

Hoje em dia, a tecnologia tornou possível a fortificação de alimentos com vitamina D e muitos leites e margarinas já estão enriquecidos com ela. Mas, a sua principal fonte é a exposição à luz solar, que através da irradiação ultravioleta do tipo B (UVB), produz na pele grande quantidade de vitamina D.

A obtenção de vitamina se da através dos raios solares, sofre influências de alguns fatores como a estação do ano, a latitude, o horário do dia, a intensidade de pigmentação da pele, a idade e o uso de roupas ou protetores solares.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO