Lichia pode matar? Entenda a Polêmica

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Lichia pode matar? Entenda a Polêmica

1 de junho de 2017
Equipe Geração Fit

lichia

Lichia: estudo recente associou a morte de centenas de crianças na Índia com o consumo de lichia. Entenda quando a fruta pode fazer mal e, até, matar.

Recentemente, a morte de centenas de crianças na Índia foi associada ao consumo de lichia. Um estudo de cientistas americanos e indianos desvendou os mistérios por trás de uma doença que matou mais de cem crianças por ano na Índia, ao longo de, pelo menos, duas décadas

O estudo observa que, desde os anos 90, crianças aparentemente saudáveis na região de Bihar, no Norte do país, sofreram convulsões repentinas e perda de consciência. Quase a metade delas morreu, segundo médicos. A maioria das vítimas era de origem pobre e morava nessa que é a principal região produtora de lichias da Índia.

Ninguém sabia explicar a origem do problema, mas a pesquisa sugere que as vítimas foram envenenadas pelas próprias por lichia, que elas teriam comido depois que as frutas caíam no chão, em pomares.

Os responsáveis pelo estudo analisaram prontuários médicos dessas crianças e conseguiram juntar as peças do problema. As vítimas acordavam gritando à noite antes de sofrerem os sintomas do envenenamento, muitos deles associados a um inchaço agudo no cérebro.

Pesquisadores que examinaram crianças doentes internados em Muzaffarpur, entre maio e julho de 2014, encontraram um link para um surto de doença que causou inchaço cerebral e convulsões em crianças também no Caribe. Seria o fruto ackee, que continha hipoglicina, susbtância tóxica que impede o corpo de produzir glicose.

A lichia tem uma substância chamada hipoglicina, que altera o metabolismo da glicose pelo corpo e faz com que os níveis de glicose no sangue caiam. Mas isso só vai ser um problema se os níveis de glicose já estiverem muito baixos e se você comer uma quantidade muito grande de lichia. Caso contrário, não há razão para se preocupar.

Isso levou as autoridades de saúde a alertar os pais a se certificar de que as crianças estão recebendo refeição à noite e a limitarem o número de lichias que consomem. Eles ressaltam ainda que crianças que apresentam sintomas associados com o surto devem ser tratadas rapidamente para a hipoglicemia (baixo nível de açúcar no sangue).

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO