Aviso: leite pasteurizado pode causar câncer de mama, alerta Universidade de Harvard

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Aviso: leite pasteurizado pode causar câncer de mama, alerta Universidade de Harvard

24 de abril de 2017
Equipe Geração Fit

leite pasteurizado

Efeitos do leite pasteurizado: conheça a relação entre o leite pasteurizado e o câncer de mama. Nova pirâmide alimentar sugere moderação no consumo de leite. Saiba porque!

A verdade abalou mais uma vez a fundação da “Torre Americana de Babel”, que é a ciência mainstream, com um novo estudo da Universidade de Harvard que mostrou que o leite pasteurizado de fazendas industriais está ligado a causar câncer dependente de hormônios.

O modelo de criação de vacas em fábricas de produção de alimentos concentrados (CAFO) produz leite com níveis perigosamente altos de sulfato de estrona, um composto de estrogênio ligado a câncer de testículo, próstata e mama.

Comparado ao leite cru que é extraído durante os primeiros seis meses após as vacas darem à luz, o leite pasteurizado da fábrica pode conter até 33 vezes mais sulfato de estrone.

Com esses dados foi possível identificar os efeitos do leite pasteurizado nas altas taxas de câncer ligadas a questões hormonais.

A ingestão regular do leite de vaca está relacionada ao aumento da produção de dois hormônios: a insulina e o hormônio do crescimento GH em sua forma atuante, IGF-1.

Períodos contínuos de liberação dessas duas substâncias no sangue aumentam o risco de desenvolvimento da resistência à insulina, excesso de peso, doenças cardiovasculares e também o câncer.

Para o câncer, especificamente, o leite pode aumentar a incidência, pois insulina e GH sendo liberados continuamente pelo organismo são estimulantes de crescimento e proliferação celular.

Além disso, o leite de vaca industrializado e derivados constituem uma das formas de exposição humana aos estrogênios exógenos, representando de 60% a 80% da ingestão dietética de estrogênios.

Esse estrogênio (sulfato de estrona), que possui longo período de meia vida plasmática, é absorvido de forma inalterada e pode ser prontamente convertido em estrona e estradiol no corpo humano.

Portanto, para pessoas com neoplasias envolvidas à captação de hormônios (alguns tipos de CA de mama, ovário, útero, próstata, etc), o leite pasteurizado deve ser evitado por representar uma grande forma de ingestão de hormônios além de aumentar a inflamação metabólica.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO