Como os alimentos podem influenciar as suas emoções

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Como os alimentos podem influenciar as suas emoções

20 de fevereiro de 2018
Equipe Geração Fit

influência da alimentação nas emoções

A influência da alimentação nas emoções vem sendo analisada por diversos estudos nos últimos tempos, e muitos deles já demonstraram que os tipos de alimentos que compõem a dieta realmente podem modificar o humor e ajudar a reduzir o risco de desenvolvimento ou a evolução da depressão, um dos problemas psicológicos que mais acometem grande parte da população.

Os pesquisadores atribuíram a melhora do humor e dos sintomas da depressão aos nutrientes e compostos bioativos presentes principalmente nos peixes, frutas, vegetais e oleaginosas, como os flavonoides, vitamina E, ácido fólico e ômega 3. Veja a seguir como acontece essa influência da alimentação nas emoções.

Influência da alimentação nas emoções

Em um estudo recente descobriu-se que após o consumo diário de frutas e verduras, pelo período de 2 semanas, houve melhora no humor, vitalidade e motivação dos participantes avaliados. Os pesquisadores atribuíram os resultados aos nutrientes e compostos bioativos presentes nas frutas e vegetais, os quais atuam na modulação de diversos neurotransmissores, como a serotonina, que influenciam diretamente as emoções.

Outros pesquisadores avaliaram diversos estudos sobre o impacto da alimentação na depressão e chegaram à conclusão de que o consumo de peixes e vegetais mostrou-se eficaz na redução do risco e evolução dessa desordem psicológica.

Além disso, também demonstrou-se em outro estudo que o consumo de nozes pelo período de 6 semanas foi suficiente para melhorar o humor dos participantes. Os resultados foram atribuídos à vitamina E, ácido fólico, ômega 3 e compostos fenólicos presentes nas nozes, pois estes atuam como potentes neuroprotetores no sistema nervoso.

Portanto, uma alimentação saudável e balanceada, que inclui o consumo de peixes, frutas, vegetais e oleaginosas, pode influenciar positivamente nas suas emoções, pois os nutrientes e compostos bioativos presentes nesses alimentos atuam na modulação dos neurotransmissores responsáveis pelas emoções e agem também como neuroprotetores, garantindo assim a sua saúde mental.

dalcia klimaczewski sidebar

Dalcia Klimaczewski

24 anos, comunicóloga e graduanda em Nutrição pela Universidade Federal do Paraná. Adepta à nutrição comportamental, acredita que a saúde e o bem-estar são consequências do equilíbrio entre o corpo e a mente.


DEIXE SEU COMENTÁRIO