Fome emocional: o que é e como identificar

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Fome emocional: o que é e como identificar

5 de junho de 2018
Equipe Geração Fit

fome emocional

Fome emocional: nem sempre comemos apenas para saciar a fome. Às vezes acabamos apelando para a comida simplesmente para aliviar sentimentos ruins, ou como recompensa.

A isto se dá o nome de fome emocional ou alimentação emocional.

Isto feito uma vez ou outra não gera problemas. O perigo é quando se torna uma rotina para compensar emoções negativas. Ou seja, você está triste, e sua reação automática é abrir a geladeira. O que vai criar um hábito péssimo e engordativo.

Por que descontamos as emoções na comida?

Isso tem explicação biológica: o açúcar e diversos carboidratos são capazes de causar uma sensação boa numa área cerebral chamada nucleus accumbens, que causa estímulo de bem-estar.
O problema é que, essa área é a mesma envolvida na resposta a drogas como a cocaína e heroína. E essas drogas viciam. Você precisa de mais daquilo para sentir-se bem.

Características da fome emocional

  • Comer mais quando sob stress;
  • Comer quando não está com fome ou quando já está satisfeito;
  • Comer para se sentir melhor;
  • Recompensar-se com comida;
  • Sentir que a comida é como uma “melhor amiga” ou que ela a faz se sentir seguro;
  • Sentir-se sem controle em relação à comida.

Portanto, primeiro é preciso aprender sobre o que é esse inimigo da sua dieta, para poder se libertar de compulsões alimentares e comilanças excessivas.

Equipe geração fit

Nós ajudamos mulheres a atingir uma vida mais plena e saudável, através de conteúdo responsável e de alta qualidade, sobre os mais diversos temas ligados às áreas de Nutrição e Atividade Física.


DEIXE SEU COMENTÁRIO