Cúrcuma, o açafrão-da-terra: tudo que você precisa saber sobre a “milagrosa” planta medicinal indicada para emagrecimento e combate a inflamação

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

Cúrcuma, o açafrão-da-terra: tudo que você precisa saber sobre a “milagrosa” planta medicinal indicada para emagrecimento e combate a inflamação

15 de outubro de 2018
Gabriela Dantas (CRN 46136)
Nutricionista

cúrcuma

A cúrcuma, também conhecida como açafrão-da-terra, açafrão da Índia, tumérico, raiz de sol, gengibre amarelo e tantos outros nomes, é uma raiz longa, que faz parte da família do gengibre e possui uma cor alaranjada.

Seus numerosos benefícios comprovadamente identificados chamam atenção por prevenir e auxiliar no tratamento de várias doenças, além de ser um potencial antiflamatório e antioxidante.

Origem da cúrcuma

É uma planta medicinal vinda da Ásia e do Oriente Médio, mais precisamente da Índia e Indonésia, sendo a Índia a responsável por 90% de toda cúrcuma produzida no mundo.

É usada tanto como tempero, como um componente com ações fitoterápicas. Seu uso com estas finalidades já é praticado por tribos indígenas há mais de quatro mil anos.

O que é cúrcuma?

A Cúrcuma Longa, nome científico dado ao também açafrão-da-terra, é uma planta de característica herbácea rizomatosa, muito parecida com o gengibre.

Possui particularidades relacionadas ao sabor, revelando aspectos picantes e amargos e apresenta cheiro que lembra laranja e, suavemente, o gengibre.

Nutrientes da cúrcuma

nutrientes da cúrcuma

O açafrão-da-terra contém diversos nutrientes essenciais para o funcionamento do organismo. É rica em ferro, que previne anemias e auxilia na manutenção das células, cálcio, que protege os ossos, articulações e os dentes, magnésio, que faz parte do processo de manutenção da glicose e manganês, que é aliado ao metabolismo do colesterol.

Além disso, a cúrcuma é fonte de vitamina C, que fortalece o sistema imunológico e é antioxidante, vitamina B6 que protege as funções cerebrais juntamente com o cobre que possui funções semelhantes.

Curcumina: princípio ativo da cúrcuma

É importante destacar os benefícios deste princípio ativo, pois, ele é capaz de contribuir para o tratamento do câncer de mama, melanoma, próstata, além de diminuir as chances de metástase em outros órgãos. Por conter nutrientes que protegem o sangue e a medula óssea, ela diminui os riscos de leucemia e mieloma múltiplo.

Vários estudos comprovam que o açafrão-da-terra possui forte efeito anti-inflamatório sendo sua eficácia comparada com drogas que tem mesmo efeito.

Porém, essas drogas são conhecidas por provocarem úlceras e aumentaram as chances de hemorragia, efeitos que o açafrão-da-terra não causa, pelo contrário, ele protege os órgãos.

Além do efeito anti-inflamatório, a Curcumina também é antioxidante, sendo responsável por neutralizar os radicais livres, prevenir o envelhecimento das células e tratar doenças de pele como acne, psoríase, prevenir a doença de Alzheimer, ajudar no combate da depressão e da esclerose múltipla.

Cúrcuma: benefícios

Os principais benefícios relacionados a cúrcuma são:

1. Ação anti-inflamatória

ação anti-inflamatória

Possivelmente esse é um dos principais benefícios entre tantos que a cúrcuma apresenta. A importância disso é que sua substância ativa age diretamente na inflamação, a nível molecular, passando por todos os processos inflamatórios, por isso ela é comparada a vários fármacos que possuem a mesma finalidade.

Alguns estudos já compararam os efeitos da cúrcuma com o Ibuprofeno e a Aspirina, e os resultados mostraram que a capacidade anti-inflamatória da cúrcuma é superior a esses últimos citados, colocando a mesma como um dos mais efetivos anti-inflamatórios do mundo.

Além desses medicamentos, comparações com drogas mais fortes como o diclofenaco, hidrocortisona e fenilbutazona foram feitas, e o açafrão-da-terra se mostrou com ações semelhantes a esses fármacos.

Sendo assim, a cúrcuma é usada para o tratamento e alivio dos sintomas de vários processos inflamatórios causados por doenças.

2. Ação antioxidante

A cúrcuma é comprovadamente um poderoso antioxidante. Isso ocorre, pois, sua estrutura química faz com que a mesma neutralize os radicais livres. Além disso, ela estimula a atividade das enzimas antioxidantes fazendo que a o corpo produza mais e fique mais protegido evitando a oxidação de células e tecidos.

3. Diminuição dos níveis de colesterol

A curcumina estimula o fígado na produção dos ácidos biliares, e para a produção desses ácidos é necessário também que colesterol participe deste processo.

Portanto, quanto mais ácidos biliares forem produzidos, mais o colesterol será usado e consequentemente haverá uma diminuição do mesmo.

Além disso, esse mesmo ácido biliar tem o poder de reduzir a absorção de colesterol pelo corpo, impedindo que fique alto na corrente sanguinea.

4. Redução do risco de doenças no coração

redução do risco de doenças no coração

Por ser capaz de impedir a oxidação do colesterol, o açafrão-da-terra evita a formação de placas de gordura nas artérias e veias, que são responsáveis por causarem ataque cardíaco, infarto e derrame.

Além disso, a cúrcuma é rica em vitamina B6, que é um componente fundamental na regulação da homocisteína, um aminoácido que está relacionado com o surgimento de doenças cardiovasculares.

5. Aliada no tratamento da artrite

A artrite é uma doença caracterizada por causar inflamação nas articulações, geralmente nas mãos e nos pés, o que gera muita dor e dificuldade de locomoção.

Por ser um potente antioxidante, a cúrcuma evita que os radicais livres danifiquem ainda mais as articulações, e por ser um anti-inflamatório, ela auxilia nos sintomas de dor, rigidez e melhora os quadros de inchaço.

6. Prevenção e tratamento de alguns tipos de câncer

É interessante destacar novamente o quanto a ação antioxidante do açafrão-da-terra só traz benefícios para quem o consome.

Neste caso, há uma proteção das células que evita o estrago do DNA celular, evitando assim o crescimento de células cancerígenas.

Há muitos estudos que afirmam que a cúrcuma pode proteger as células da mama, próstata, pele e muitos outros órgãos, fazendo com que haja uma renovação celular constante e evitando mutações que possam se tornar possíveis câncer.

7. Prevenção do Diabetes

Em 2009, foi publicado um estudo sobre a suplementação da cúrcuma em pacientes com resistência à insulina.  Neste ensaio, foi descoberto que esta planta medicinal pode ser 400 vezes mais potente que a metformina, medicamento utilizado por pessoas com diabetes e que melhora a ação da insulina que é produzida pelo pâncreas. Sendo assim, ela é essencial na prevenção ao Diabetes.

A curcumina também auxilia em quadros de hiperglicemia naqueles que possuem a diabetes diagnosticada, além disso seu efeito antioxidante e anti-inflamatório faz com que complicações relacionadas a essa doença como, por exemplo, a retinopatia sejam revertidas.

8. Aliada no tratamento do Alzheimer e outras doenças neurodegenerativas

O açafrão-da-terra já foi usado em vários estudos para comprovação de seus efeitos na função cerebral. E sim, ele possui grande influência e até ganhou o nome de agente antineuroinflamatório. Foi descrito que ele é capaz de retardar e até reverter a diminuição de funções cerebrais e prevenir diversas doenças.

Em relação a doença de Alzheimer, a cúrcuma atua acionando um gene que produz um tipo de proteína antioxidante no cérebro, capaz de proteger o tecido cerebral das oxidações causadas pelos radicais livres.

9. Aliada contra a depressão

Uma pesquisa publicada na revista Psychopharmacology, constatou que a cúrcuma é responsável por aumentar os níveis de serotonina e dopamina, neurotransmissores que regulam o humor, bem-estar, apetite, sono e etc.

Para quem está em tratamento da depressão, o uso desta planta pode ser um auxílio, já que a cúrcuma é largamente comparada com a fluoxetina, medicamento usado no tratamento de quadros graves de depressão. É importante sempre consultar um profissional para que ele possa receitar o uso da planta.

10. Bom para a pele

bom para a pele

A cúrcuma possui propriedades antissépticas e antibacterianas que ajudam no tratamento da acne. Seu uso é recomendado como um medicamento natural, que proporciona melhora da aparência da pele, diminui a oleosidade e trata as acnes. Sua ação antioxidante, faz com que aja uma renovação constante das células, impedindo o entupimento dos poros e o aparecimento de espinhas.

Outras propriedades da cúrcuma:

  • Melhora do sistema digestivo;
  • Melhora resfriados e gripes;
  • Melhora as patologias respiratórias como a asma;
  • Alivia dores de dente;
  • Melhora da saúde bucal;
  • Antialérgico;
  • Cicatrizante;
  • Auxilia no tratamento da psoríase;
  • Estimula o sistema imunológico;
  • Alivia inchaços;

Cúrcuma auxilia no emagrecimento?

A cúrcuma também é conhecida por possuir efeito termogênico. Essa palavra, bem conhecida para aqueles que querem emagrecer, significa que ela proporciona a termogênese, ou seja, acelera e estimula o metabolismo queimando gorduras do corpo.

Além disso, a curcumina, princípio ativo desta planta, também auxilia na perda de peso. Isso ocorre, pois, ela protege as células dos radicais livres, age no metabolismo dos lipídeos evitando, assim, a obesidade.

Então, o açafrão-da-terra pode sim auxiliar no emagrecimento, mas longe de ser considerado milagroso. O ideal é que ele seja um complemento de uma alimentação equilibrada e atividades físicas frequentes.

Formas de consumir a cúrcuma

Existem algumas formas de consumo para que todos os benefícios do açafrão-da-terra sejam aproveitados:

Raiz

O ideal é cortar em rodelas e acrescentar em preparações de sucos, saladas e outros pratos. A raiz também pode ser usada para preparação do chá. Para isso, é só colocar a raiz para ferver com a água por 5 minutos.

cúrcuma pó

É a forma mais fácil de se consumir, pode ser acrescentado em legumes refogados, no arroz, feijão, sopas, ovos, bolos, tapiocas, no tempero de carnes, aves, molho para salada e muitos outros.

Cápsulas

Para quem não gosta muito do sabor da cúrcuma, é possível encontrar no mercado a versão em cápsulas. O mais comum são versões com 300 miligramas cada, uma quantidade alta que deve ser receitada pelo médico ou nutricionista.

Combinação para potencializar os efeitos da cúrcuma

Foi descoberto que combinar a cúrcuma com a pimenta do reino pode melhorar a absorção da raiz, isso porque a pimenta é rica em tipo de flavonoide que aumenta a biodisponibilidade dos nutrientes.

Quanto deve ser consumido?

A literatura diz que o ideal para se aproveitar os benefícios desta planta é consumir em torno de 1 a 3 gramas por dia, divididas durante o dia.

Para começar a aparecer os resultados é preciso paciência. Estudos sugerem que a partir do terceiro mês é possível notar alguma diferença.

Contraindicações

A cúrcuma é contraindicada para pacientes que fazem o uso de medicamentos anticoagulantes, pedra na vesícula, úlceras estomacais e acidez no estômago. Para gestantes e lactantes, o ideal é que não faça o uso sem orientação médica.

Efeitos colaterais

O açafrão-da-terra não é conhecido por causar efeitos colaterais. Ainda assim, em casos de super dosagem pode ocorrer quadros de diarreia, náusea, dores no estômago, problemas de coagulação e na função hepática, pressão baixa, hipoglicemia, aumento do fluxo menstrual e etc.

Conclusão

Sendo assim, a cúrcuma é uma planta que possui inúmeros benefícios a saúde, seja para prevenir ou tratar vários tipos de doenças.

Sua gama de nutrientes faz dela um poderoso complemento da sua alimentação. Não é à toa que até hoje foram feitos mais de 500 estudos relacionados a esta planta.

Para aqueles que desejam perder uns quilinhos, ela pode ser uma grande aliada nessa caminhada. Portanto, inclua na sua rotina alimentar, mas antes não esqueça de consultar um profissional especializado para que ele possa avaliar se é recomendado para você e compatível com a sua dieta.


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos Relacionados