7 Alimentos que você pensa contribuir para ganhar massa muscular, mas que, na verdade, não passam de impostores

Receba dicas exclusivas sobre nutrição, atividade física e bem-estar. Cadastre seu melhor e-mail ao lado (é grátis)!

7 Alimentos que você pensa contribuir para ganhar massa muscular, mas que, na verdade, não passam de impostores

28 de abril de 2016
Jéssica Mateus
Estudante de Nutrição

Alimentos para ganhar massa muscular

A procura por alimentos para ganhar massa muscular nunca esteve tão em alta.

Pessoas interessadas neste tipo de alimentação têm, cada vez mais, recorrido a opinião de amigos e, até mesmo, aos buscadores da internet a procura de dicas e recomendações de alimentos que contribuam para o ganho de massa muscular.

Essa saída é um pouco duvidosa, pois nem sempre seus amigos ou sites, de procedência duvidosa, estão certos, tendo alguns deslizes quanto ao objetivo desejado, tornando alguns alimentos impostores.

Pensando nisso, elaboramos uma lista dos 7 alimentos que você, possivelmente, pensa estar contribuindo para o ganho de massa muscular mas que na verdade não passam de impostores:

1. Peito de peru

Peito de peru

Muitas pessoas costumam dizer que se alimentam de um sanduíche de peito de peru no pão integral, antes dos treinos, alegando que é ótimo para dar aquele pique que precisamos na academia.

Porém, o peito de peru não passa de um embutido que, por mais que tenha uma quantidade menor de gordura e sódio comparado ao presunto, possui conservantes que são prejudiciais à saúde, podendo até causar câncer.

2. Atum enlatado

Atum enlatado

Sabemos que o atum contém uma grande quantidade de proteína de alto valor biológico, é rico em ômega 3, minerais e vitaminas. O que é ótimo quando se pensa em alimentos para ganhar massa muscular, mas infelizmente temos que dizer que, se o seu objetivo é ganho de massa muscular com o mínimo de retenção de líquidos possível, #voceestafazendoissoerrado.

Podemos explicar isso em uma só palavra, SÓDIO. Quando fazemos uso de alimentos enlatados, mesmo os conservados em água, como no caso de algumas marcas de atum enlatado, a quantidade de sódio é altíssima, o que pode causar uma retenção de líquido.

É importante lembrar que existe também o atum em conserva de óleo. Desses temos que passar longe, pois, além do alto teor de sódio, há também a presença de alto teor de gorduras.

Então, como podemos consumir o atum? Simples, opte por aquele que é conservado em água e que possua uma quantidade reduzida de sódio ou então, sempre que possível, opte por consumi-lo fresco.

3. Granola

Granola

A granola, antiga aliada do café da manhã de muitas pessoas, que diziam ser saudável por não possuir açúcar e ser boa fonte de fibras, se mostrou uma bela enganadora.

Ao pensarmos na granola como um dos alimentos para ganhar massa muscular, é preciso estar atenta aos ingredientes e procedência pois, até mesmo as comercializadas em casas de produtos naturais, podem conter grande quantidade de mel e de maltodextrina (carboidrato complexo, constituído por polímeros de glicose, facilmente absorvidos pelo organismo) sendo consideradas tão ruins quanto as industrializadas, produzidas em larga escala.

Portanto, caso opte por este alimento, dê preferência a granolas caseiras ou light / diet, na qual a quantidade de açúcar é reduzida.

4. Barrinha de cereal

Barrinha de cereal

Considerada por muitos um ótimo lanche entre as principais refeições por sua praticidade, as barrinhas de cereal não são tão boas quanto se pensa. Devido a sua produção em larga escala, necessidade de conservação e apelo pelo sabor, indústrias utilizam grandes quantidades de conservantes, açúcar e ingredientes de baixo valor nutritivo.

Conservantes servem para estender o prazo de validade, já o açúcar e ingredientes de baixo valor nutritivo como, por exemplo, flocos de arroz servem para tornar a barrinha mais palatável e crocante.

Como alternativa para não banir esse lanche substitua por barrinhas de nuts, feitas a base de castanhas e amendoim e/ou, sempre que possível, opte por fazer a sua própria barrinha, utilizando cereais de sua preferência e, não exagere na quantidade de mel para dar liga e aquele sabor adocicado! Assim, garantimos as barrinhas como um dos alimentos para ganhar massa muscular.

Veja aqui uma receita que ensina como preparar a sua barrinha de forma fácil e rápida.

5. Iogurte

Iogurte

Sendo considerado uma boa fonte de cálcio, o iogurte pode aparecer em diversas formas no mercado, porém apenas uma pode ser considerada 100% saudável.

Para que todos os benefícios do iogurte sejam aproveitados pelo nosso corpo e, possamos considerá-lo como um dos alimentos benéficos para ganhar massa muscular, devemos, sempre que possível, optar pelo natural desnatado.

A escolha pelo sabor natural se faz necessária ao se pensar na absorção de cálcio. Até mesmo o açúcar contido naqueles a base de pedaços de frutas (frutose) interfere na absorção do nutriente. Então, quanto mais natural, melhor!

6. Chás de caixa ou lata

Chá de lata

Mesmo que nas latinhas ou nas caixas de chá esteja escrito que não possui conservantes, temos que ficar atentas a isso. Como que um produto que fica nas prateleiras por bastante tempo, não possui qualquer tipo de conservante?

Portanto, sempre que possível, faça seu próprio chá com infusão de ervas, além de serem bem mais saudáveis, são bem mais gostosos.

7. Leite de soja

Leite de soja

Como alternativa ao leite de vaca, seja para pessoas que tenham intolerância/desconforto ao ingerir lactose, seja para aquelas que acreditam em terroristas nutricionais que, por fim estritamente estéticos, pregam a abolição do consumo de leite de vaca (que está errado, apenas pessoas com intolerância devem evitar tal tipo de proteína), o fato é que o leite de soja vem ganhando cada vez mais notoriedade.

Porém, o leite de soja não é tão saudável como parece, pois, em sua produção, são utilizados altos teores de sódio, açúcares e também soja texturizada, que pode causar a descalcificação óssea, o que é péssimo para nós, mulheres, já que, devido a fatores hormonais, temos maiores chances de desenvolver osteoporose, se comparada aos homens.

Alimentos para ganhar massa muscular: dicas para não cair em ciladas consumindo impostores

Depois de tantas informações novas sobre alimentos, antes conhecidos como aliados na dieta para ganho de massa muscular, mas que, como vimos, podem ser grandes vilões, separamos algumas dicas para que você não caia mais em ciladas:

  • Leia sempre o rótulo dos alimentos, assim como a tabela nutricional para que saiba exatamente quais os ingredientes presentes no alimento;
  • Escolha sempre produtos com pouco teor de sódio para evitar a retenção de líquidos;
  • Fique atenta aos alimentos com conservantes e, se possível, evite-os;
  • Consuma mais alimentos in natura do que industrializados, mesmo que estes contenham em seus rótulo a expressão “sem conservantes”;
  • Fique atenta a quantidade de proteína que o seu corpo necessita, para que não consuma em excesso;
  • Evite o consumo, não só do peito de peru, como outros tipos de embutidos, como por exemplo, o presunto de peru tido, até pouco tempo, por alguns como um bom alimento para hipertrofia.

Agora que você já sabe quais alimentos não consumir e os motivos para não consumi-los, que tal aproveitar o embalo e agendar uma consulta com profissional de nutrição?

Seguindo nossas dicas aliada a um plano alimentar elaborado por um profissional de nutrição e treinando corretamente, seu objetivo ganhar massa magra estará cada vez mais perto. Acredite em você e não desista!


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Artigos Relacionados